Publicidade

Estado de Minas

Estudante é apreendido após ameaçar ataque em escola do Norte de Minas

Adolescente publicou foto de uma réplica de arma, roupa e touca preta, com a legenda: 'a aula de amanhã vai ser top'. Na delegacia ele informou que era brincadeira


postado em 21/03/2019 09:45

Réplica de arma e vestimenta usada pelo aluno em postagem nas redes sociais foi apreendida(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Réplica de arma e vestimenta usada pelo aluno em postagem nas redes sociais foi apreendida (foto: Polícia Civil/Divulgação)

Uma postagem em uma rede social por um adolescente, de 17 anos, provocou apreensão na Escola Estadual Professor Plínio Ribeiro em Montes Claros, Norte de Minas. Na postagem, ele fez alusão ao atentado a Escola Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, ocorrido em 13 de março, que resultou em 10 mortes. O estudante alegou que tudo não passou de uma brincadeira. Mesmo assim, foi apreendido e levado para a delegacia.

O caso de Montes Claros aconteceu na quarta-feira e foi divulgado na manhã desta quinta. A Polícia Civil informou que, na quarta-feira, o adolescente, matriculado no terceiro ano do Ensino Médio, publicou em uma rede social a foto de uma réplica de uma arma, uma roupa e touca preta, com a legenda: “a aula de amanhã vai ser top”.

Ainda de acordo com a polícia, “a postagem se espalhou rapidamente, causando apreensão por parte dos alunos, pais, professores e diretor (da escola)”. Ao tomar conhecimento da suposta “ameaça”, o diretor da escola, Danilo Cordeiro, acionou a Polícia Civil, que foi até a casa do adolescente, no Bairro Planalto.

Na residência, o adolescente alegou que tudo não passou de uma brincadeira e entregou para os policiais uma réplica de uma arma e touca preta divulgadas nas postagens. Juntamente com os pais, ele foi levado para a delegacia de plantão para prestar esclarecimentos na noite de quarta-feira.

Mesmo com a alegação do estudante, de que não haveria intenção de praticar ato de violência, o delegado de plantão decidiu mantê-lo apreendido até a manhã desta quinta-feira. Ele deverá ser encaminhado ao Juizado da Infância e da Adolescência.

Também na manhã desta quinta-feira, a diretoria da Escola Plínio Ribeiro informou que o colégio tem aulas normalmente. No entanto, diante da apreensão causada pela postagem do adolescente, boa parte dos alunos não compareceu à escola.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade