Publicidade

Estado de Minas

Pai é preso acusado de estuprar as filhas; vítimas já haviam sido abusadas por tio-avô em 2017

Suspeito de 40 anos conseguiu a guarda das menores depois do primeiro crime; adolescentes viviam em situação sub-humana, segundo a polícia


postado em 15/03/2019 22:23

(foto: Wanderley Alves/Wikimedia Commons)
(foto: Wanderley Alves/Wikimedia Commons)

 

Um verdadeiro pesadelo era vivido por duas adolescentes de 14 e 13 anos na cidade de Claro dos Poções, na Região Norte de Minas Gerais. O pai delas foi preso pela polícia na noite dessa quinta-feira (14), acusado de estuprar as menores e mantê-las em condições sub-humanas. A casa, onde também vivam duas crianças e um bebê, estava sem condições ideais de higiene e com poucos alimentos. Elas sobreviviam graças à ação da comunidade local.


A polícia agiu depois que recebeu uma denúncia da adolescente de 13. A reportagem do Estado de Minas conversou com o militar que atendeu a ligação. Ele contou que a menina suplicava pela ação da PM e disse que, caso nada fosse feito, ela fugiria de casa ou cometeria suicídio. Ela ressaltou, segundo o policial, que havia sido abusada diversas vezes nos últimos dias.


Ao chegar no Bairro Mandacaru, onde a família vivia, a polícia não encontrou o suspeito. Contudo, durante as diligências, o pai apareceu em frente à residência e foi detido sem oferecer resistência. Ele foi levado a uma delegacia de Montes Claros, também no Norte do estado.


A adolescente de 14 anos, segundo a polícia, teve receio de contribuir nas investigações por horror do pai. Ela também contou aos militares que tinha medo do futuro das demais menores. Porém, depois de conversar com a guarnição, ela decidiu contribuir.


De acordo com a PM, as duas adolescentes já haviam sofrido abusos sexuais em 2017, quando um tio-avô cometia os crimes. Detido naquele ano, o acusado morreu na prisão por causa de um infarto fulminante. Ele chegou a engravidar a menina mais velha. A filha fruto do estupro também vivia na residência abandonada em Claro dos Poções.


Publicidade