Publicidade

Estado de Minas

Caminhão tomba em rodovia disponibilizada pela Vale para acesso ao centro de Brumadinho

Acidente ocorreu no mesmo dia em que manifestantes denunciaram as más condições da via


postado em 13/03/2019 19:48 / atualizado em 13/03/2019 19:54

Caminhão tombou na tarde desta quarta-feira(foto: Divulgação/Associação Comunitária de Melo Franco. )
Caminhão tombou na tarde desta quarta-feira (foto: Divulgação/Associação Comunitária de Melo Franco. )
Um caminhão tombou, na tarde desta quarta-feira,  na rodovia utilizada atualmente pelos moradores de Arraial do Aranha, em Brumadinho, para chegar ao centro urbano da cidade. Ninguém ficou ferido.

A via, de propriedade da Vale, atravessa a Mina da Jangada e foi disponibilizada pela mineradora após a ponte que ligava as regiões se desfazer devido ao tsunami de rejeitos liberados pelo rompimento da barragem I da Mina Córrego do Feijão.


Os moradores reclamam do longo tempo para chegar ao centro urbano da cidade. Com a ponte, o trajeto demorava, aproximadamente, 30 minutos. Agora, passando pela mineradora, os habitantes levam cerca de duas horas até o destino. Além disso, manifestantes já denunciavam as más condições da estrada de terra. “Os idosos não conseguem andar, a estrada é precária, de terra, e passa dentro da Vale”, contou Weverton Juliano Rosa, de 32 anos, vice-presidente da Associação Comunitária de Melo Franco.

Após o acidente, Weverton ainda reforçou a periculosidade da estrada. “Tá vendo o perigo que é lá? Só Deus que está segurando para não acontecer outros acidentes. Por isso que a nossa reivindicação foi tão grande e incisiva nesse sentido”, finalizou.

Por meio de nota, a Vale informou que as obras da ponte começaram em 10 de fevereiro e estão em fase final. “O trânsito na via deve ser liberado na próxima semana. Enquanto isso, a Vale liberou o trânsito para moradores da região através de via que passa por dentro das instalações da empresa na Mina Jangada”, concluiu.

*Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade