Publicidade

Estado de Minas

Moradores protestam contra atraso em construção de ponte em Brumadinho

Comunidade do Arraial do Aranha pede retomada do acesso ao centro urbano, que antes era feito em 30 minutos e agora leva em média duas horas


postado em 13/03/2019 16:36 / atualizado em 13/03/2019 17:35

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)


Moradores do Arraial do Aranha fizeram um protesto contra a mineradora Vale na manhã desta quarta-feira. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 60 pessoas queimaram pneus e bloquearam com pedaços de madeira a estrada municipal Alberto Flores, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Os moradores pedem a construção de uma ponte para ligar a comunidade ao centro urbano de Brumadinho. Segundo os manifestantes, para chegar ao local, eles precisam dar uma volta passando pela mineradora, e, o trajeto que demorava aproximadamente 30 minutos, está levando duas horas. “Os idosos não conseguem andar, a estrada é precária, de terra e passa dentro da Vale”, contou Weverton Juliano Rosa, de 32 anos, vice-presidente da Associação Comunitária de Melo Franco.

Ainda segundo eles, a falta de comunicação da Vale e da Prefeitura de Brumadinho também tem incomodado os moradores. “O pior é que não tem retorno, a gente fica jogado. Já não basta uma tragédia, agora tem mais incertezas. Estamos vivendo de previsões que mudam a todo momento. Não temos caixa eletrônico, ambulância 24 horas. A vida fica toda em Brumadinho e a gente sem acesso nenhum pra ir”, disse Weverton.

Em nota, a Vale informou que as obras da ponte iniciaram em 10 de fevereiro e está em fase final. De acordo com a empresa, o trânsito na via deve ser liberado na próxima semana.
 
(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade