Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros atacados por abelhas em Brumadinho têm alta de hospital

Os socorristas foram surpreendidos pelo enxame enquanto realizam as buscas. Ao todo, eles receberam cerca de 100 picadas


postado em 22/02/2019 18:29 / atualizado em 22/02/2019 18:36

(foto: Estado de Minas)
(foto: Estado de Minas)
Dois bombeiros que participam dos trabalhos de busca por vítimas de Brumadinho tiveram alta, nesta sexta-feira, do hospital Pronto-Socorro João XXIII. Há dois dias, enquanto faziam os resgates, os profissionais foram atingidos por um enxame de abelhas abrigadas em uma árvore da região.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os socorristas foram surpreendidos quando esbarraram em uma árvore que abrigava uma colmeia.  Ao todo, quatro bombeiros foram atingidos, sendo que dois foram atacados por cerca de 30 abelhas e os outro dois por quase 100. No momento, eles realizavam as buscas na região conhecida como Remanso III.

Logo após o ataque, os atingidos solicitaram suporte dos demais socorristas, que os encaminharam ao posto médico de Brumadinho. Depois de análise preliminar do médico de plantão do Corpo de Bombeiros, os dois profissionais mais prejudicados foram levados para o Hospital Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte.

Segundo a corporação, eles passaram por exames e já se encontram com bom estado de saúde, estando aptos para voltar aos trabalhos em poucos dias.

Os bombeiros realizam buscas por desaparecidos em Brumadinho desde 25 de janeiro, quando a barragem 1 da Mina Córrego do Feijão, propriedade da Vale, rompeu-se. Até o momento, foram contabilizadas 177 mortes, sendo que uma vítima ainda não foi identificada. A previsão é de que sejam registradas mais de 300 mortes.

*Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie






































Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade