Publicidade

Estado de Minas

'Só pedi a Deus para salvar o meu filho', diz motorista que teve carro arrastado na Avenida Vilarinho

Segundo a Defesa Civil, em Venda Nova, foram registrados 38 mm de chuva em 30 minutos, o que é considerado chuva muito forte. Outras ruas e avenidas da cidade também foram alagadas durante o temporal deste domingo


postado em 17/02/2019 19:48


Passada na chuva forte, vários carros estão sendo rebocados da Avenida Vilarinho, na Região de Venda Nova, na noite deste domingo. Um deles é o gol do motorista Gerson Geraldo Vítor, de 52 anos.  Ele estava no carro com filho Francisco, de 5 anos, e chegou a ter o veículo arrastado por cerca de 50 metros. "Na hora eu só pedi a Deus para salvar o meu filho. O carro morreu, peguei meu menino no colo e eu salvei", disse.

(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)


Geraldo teve de pagar r$ 100 somente para rebocar o veículo, fora os prejuízos  com os estragos. "Não estou chateado pelo carro, estou chateado é pelo governo que não olha pela gente", disse.

Gerson foi em casa para deixar o filho e voltou para pegar o carro. O veículo, ele disse que terá de arrumar devagar. "Não adianta pegar essa conta e levar lá para o prefeito Kalil que ele não vai pagar. Da outra vez ele veio aqui dizer que a culpa era dele mas não fez nada para resolver a situação", disse.

(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

 
O manobrista Jefferson da Silva Rosa, de 35 anos, teve um Tempra arrastado pelo temporal também na Vilarinho. Ele estava com os filhos Davi, de 13 anos, Jéssica, 10, e Giovanna, 4, indo para casa no Mantiqueira,  quando foi surpreendido pela água  invadindo o carro.  Revoltado com a situação, agora ele vai avaliar os prejuízos. "Molhou o motor já era, não tem conserto.  Mas o carro é o de menos. O problema é que o prefeito sabe o que está acontecendo e não toma providência", disse. 
 
Segundo a Defesa Civil, em Venda Nova, foram registrados 38 mm de chuva em 30 minutos, o que é considerado chuva muito forte. Outras ruas e avenidas da cidade também foram alagadas durante o temporal deste domingo. O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer pessoas presas em carros e imóveis. Não há registro de feridos.



Publicidade