Publicidade

Estado de Minas

Missa de sétimo dia da tragédia será celebrada no Centro de Brumadinho

A celebração está marcada para acontecer nesta quinta-feira, às 19h30, na Matriz de São Sebastião, no Centro da cidade


postado em 30/01/2019 15:32 / atualizado em 30/01/2019 17:15

Barragem da Vale se rompeu na última sexta-feira deixando dezenas de mortos e centenas de desaparecidos(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press.)
Barragem da Vale se rompeu na última sexta-feira deixando dezenas de mortos e centenas de desaparecidos (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press.)

Será celebrada nesta quinta-feira, às 19h30, na Matriz de São Sebastião, no Centro de Brumadinho, na Grande BH, a missa de sétimo dia por intenção dos mortos na tragédia de rompimento da barragem da mina do Córrego do Fundão, da mineradora Vale. A cerimônia será presidida pelo arcebispo metropolitana Dom Walmor de Oliveira de Azevedo e concelebrada pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de BH, dom Vicente Ferreira, e pelo titular da Paróquia São Sebastião, padre Renê Lopes. De acordo com as autoridades estaduais, estão confirmados 84, dos quais 51 identificados pelo Instituto de Criminalística.

A pedido do arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, todas as paróquias da Arquidiocese de Belo Horizonte deverão organizar missas de sétimo dia. Na capital, a celebração será às 18h15, no Santuário Arquidiocesano Nossa Senhora da Boa Viagem, na Região Centro-Sul, presidida pelo bispo auxiliar Dom Giovane Luiz da Silva. A arquidiocese compreende 28 municípios, sendo dividida pelas regiões episcopais Nossa Senhora Aparecida, Esperança, Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora da Piedade.

Donativos suficientes

A Arquidiocese de Belo Horizonte informa que a campanha solidária Juntos por Brumadinho, para ajudar as vítimas da tragédia ocorrida pelo rompimento da barragem de rejeitos da mineração, está suspensa. É que os donativos arrecadados já são suficientes para cobrir as necessidades emergenciais das famílias que têm recorrido à Igreja Católica. Havendo necessidade, a Arquidiocese de BH retomará a campanha. “Ressaltamos que a Igreja continua ao lado dos que sofrem as dores desta tragédia, oferecendo amparo espiritual, emocional e material aos que sofrem”, diz uma nota da Cúria.


Publicidade