Publicidade

Estado de Minas

Veja como ajudar as vítimas atingidas pela barragem de Brumadinho

Foi criada uma ''vaquinha eletrônica'', que permite que as pessoas possam fazer as doações de qualquer valor. Arquidiocese de BH também já está arrecadando roupas, alimentos e água


postado em 25/01/2019 18:21 / atualizado em 25/01/2019 23:41

Ver galeria . 34 Fotos Rompimento de rejeitos da Barragem 1 da Mina Feijão, da Mineiradora Vale, em Brumadinho, Grande BH Alexandre Guzanshe/EM/D.A press
Rompimento de rejeitos da Barragem 1 da Mina Feijão, da Mineiradora Vale, em Brumadinho, Grande BH (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A press )
Grupos de pessoas de municípios das diversas regiões mineiras se organizam para ajudar os atingidos pelo rompimento da Barragem da Mina do Feijão, da Mineradora Vale, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Já estão sendo arrecadados alimentos, produtos de higiene pessoal, roupas e outros donativos para as vitimas e seus familiares. De acordo com o Corpo de Bombeiros, chega a 200 o número de desaparecidos em decorrência do desastre.

Também estão sendo recebidas doações em dinheiro. Par isso, foi criada uma “vaquinha eletrônica”, que permite que as pessoas possam fazer as doações de qualquer valor, por meio da internet. Para fazer a doação basta apenas que o contribuinte acesse o site: https://www.catarse.me/brumadinhogritasocorro.

Os voluntários também se organizaram por meio da formação de grupos no aplicativo whatsapp para despertar outras pessoas para ajudar os atingidos pelo desastre em Brumadinho e facilitar a chegada dos donativos às vitimas. Um deles é o Grupo “Regera Minas”, que foi formado desde a tragédia da Barragem de Fundão, em Mariana, em 5 de novembro de 2015 e que conta com a participação de pessoas de diferentes estados brasileiros.

Em coletiva, a administração municipal de Brumadinho ainda afirmou que  receberá doações na quadra de esportes do município, situada na Rua Itaguá, número 1.000, Bairro Pio XII. O local também será um centro de informações para familiares ao decorrer dos desdobramentos.

A Arquidiocese de Belo Horizonte também anunciou que já está arrecadando roupas, alimentos e água destinados aos atingidos. A tragédia ocorreu no início da manhã desta sexta-feira e ainda não se sabe o número exato de vítimas. Segundo a Arquidiocese, as doações podem ser entregues no Vicariato Episcopal para a Ação Social e Política, localizado na Rua Além Paraíba, número 208, no Bairro Lagoinha, Região Nordeste da capital mineira. Para mais informações, é necessário ligar para (31) 3423-2187.

 

Segundo a Polícia Militar, apenas quatro locais serão disponibilizados para envio de doações. São eles: o 18° Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Contagem; o 2° Batalhão do Corpo de Bombeiros, na mesma cidade; o 5° BPM situado na Gameleira, em BH; e o 46°  BPM, em Betim. Entre os itens, o comitê de crise solicita alimentos não perecíveis, água e materiais de limpeza. 


Publicidade