Publicidade

Estado de Minas

Bebida batizada: polícia prende suspeito de falsificar uísque, vodca, gin e tequila

Investigação da corporação vai prosseguir a fim de identificar mais envolvidos; na casa do homem, os oficiais encontraram rótulos, tampas e garrafas de bebidas reconhecidas no mercado


postado em 17/01/2019 18:57 / atualizado em 17/01/2019 19:26

Ver galeria . 3 Fotos Bebidas eram adulteradas na casa do suspeito, detido pela polícia nessa terça-feira (15)Divulgação/Polícia Civil
Bebidas eram adulteradas na casa do suspeito, detido pela polícia nessa terça-feira (15) (foto: Divulgação/Polícia Civil )

 

A Polícia Civil prendeu Cláudio Conceição Bispo, de 42 anos, suspeito de falsificar bebidas alcoólicas no Bairro Providência, Região Norte de Belo Horizonte. O homem abrigava, em sua casa, todos os materiais necessários para o crime, além de rótulos, garrafas vazias, tampas e caixas de marcas consolidadas no comércio da capital mineira. Entre as bebidas, estão vodcas Orloff e Absolut e uísques Jack Daniels, Gold Label, Black Label e Ballentine's. Gins Tanqueray e tequilas José Cuervo também foram apreendidas.


De acordo com a polícia, Cláudio foi preso nessa terça-feira (15), quando dirigia pela Avenida José Cândido da Silveira. No momento da abordagem, o suspeito tinha várias caixas em seu bagageiro – todas de origem duvidosa. Ao ser perguntado, ele não soube explicar de onde vinham os produtos.


Imediatamente, a Polícia Civil se deslocou à casa do suspeito. Lá, se encontrou toda a apreensão – cerca de 200 caixas no total. A polícia ainda trabalha com a possibilidade de mais pessoas estarem envolvidas no crime.


A corporação também investiga quem comprava as bebidas. Cláudio foi encaminhado a uma unidade do sistema prisional, onde está à disposição da Justiça. Ele foi indiciado no artigo 272, que prevê reclusão de quatro a oito anos, além de multa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade