Publicidade

Estado de Minas

Seis pessoas morrem em madrugada violenta na RMBH

Polícia Militar atendeu a pelo menos cinco denúncias que totalizaram seis mortos, um homem gravemente ferido e uma criança baleada de raspão nas costas


postado em 12/01/2019 10:53 / atualizado em 12/01/2019 12:43

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)

A noite de sexta-feira e a madrugada de sábado foram violentas na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com várias ocorrências de homicídio. Em Vespasiano, por volta das 21h, a Polícia Militar atendeu a um chamado de que havia um homem baleado na rua. Quando os militares chegaram ao local, no Bairro Morro Alto, encontraram uma aglomeração de pessoas, mas a vítima, posteriormente identificada como Jonatan Luiz Alves, de 29 anos, já tinha sido levada para atendimento médico por populares. O local não estava preservado, e o fluxo de veículos já havia passado sobre a poça de sangue.

Os militares se deslocaram até o Hospital Risoleta Neves, onde foram informados que ninguém havia dado entrada com disparos de arma de fogo. Eles foram até a UPA de Vespasiano, onde constataram que a vítima deu entrada em estado grave e recentemente foi encaminhada para o Risoleta Neves, onde permanece em estado grave, com perfurações na cabeça, pescoço e tórax. Em conversa com familiares, os militares ficaram sabendo que, no momento dos disparos, a vítima estava dentro do carro acompanhado por seu enteado, uma criança de 9 anos, que levou um tiro de raspão nas costas e foi socorrida pela mãe. A família relatou que desconhece a autoria da tentativa de homicídio.

Em Betim, a PM atendeu a uma denúncia de triplo homicídio por volta da meia-noite, no Bairro Itacolomi. No local, foram encontrados já sem vida Pedro Henrique Silva Oliveira, 20 anos, baleado em via pública com disparos na cabeça, e Willian Rodrigues Rosa, 28 anos, a 100 metros dali, dentro de uma Fiat Strada, com perfurações na cabeça e no peito. A terceira vítima, André Salatiel dos Santos, 36 anos, chegou a ser levada por populares ao Hospital Regional de Betim, mas já chegou sem vida, com disparos na cabeça e tórax. De acordo com testemunhas, a picape que levava Pedro e Willian quase atropelou pessoas que estavam numa festa em frente à casa de André. Foi iniciada uma discussão e os ocupantes do veículo disseram que voltariam armados. Quando eles retornaram houve um tiroteio, que culminou na morte dos três homens.

Em Igarapé, Marcelo Augusto Guimarães de Oliveira, 24 anos, foi encontrado caído ao solo já sem vida no Bairro Jequitibá, às 20h35. O corpo tinha 15 perfurações – na cabeça, no peito e nas costas –, já com perda de massa encefálica. Nos pertences da vítima foi encontrado maconha e cocaína. No Bairro Vila Formosa, em Belo Horizonte, Amelino dos Santos Bicalho, 46 anos, foi encontrada morto, com ferimentos na cabeça e pelo corpo, por volta das 19h50. Em contato com a vizinhança, foi identificado que a vítima morava num barraco logo ao lado. O irmão do proprietário do imóvel, que é alugado, abriu a porta para que os policiais adentrassem o local, onde havia diversas marcas de sangue.

Já no Bairro Santa Cruz, também em Belo Horizonte, a PM atendeu a um chamado de que havia um homem ensanguentado caído no chão. Os militares chegaram aproximadamente às 2h30 e encontraram um homem de 30 a 35 anos já sem vida. Ele não pôde ser identificado porque não portava documentos. A Perícia examinou o corpo e constatou três perfurações, provavelmente feitas com uma faca, no tórax, região da axila e nuca. Uma testemunha que mora próximo ao local onde a vítima estava caída relatou aos militares que ouviu gritos. Ao se aproximar da janela, viu a vítima correndo e se chocando contra uma lixeira, mas não identificou nenhum agressor. Como a vítima aparentava situação de rua, os militares procuraram por um abrigo nas ruas próximas, tendo encontrado um local com respingos de sangue fresco. A investigação de todos os casos está a cargo da Polícia Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade