Publicidade

Estado de Minas

Volta a chover em Belo Horizonte nesta sexta-feira

Nesta tarde foi registrada chuva intensa nas regionais Norte e Venda Nova, onde três pessoas morreram na noite passada


postado em 16/11/2018 16:29 / atualizado em 16/11/2018 16:56

Defesa Civil de BH divulgou imagens das chuvas no Vetor Norte da cidade hoje à tarde(foto: Defesa Civil/Divulgação)
Defesa Civil de BH divulgou imagens das chuvas no Vetor Norte da cidade hoje à tarde (foto: Defesa Civil/Divulgação)


Após o temporal que provocou uma enchente e resultou em pelo menos três mortes, voltou a chover em Belo Horizonte na tarde desta sexta-feira. A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comedec) já havia emitido um alerta de chuva nesta manhã válido até as 8h de sábado.  Segundo o comunicado, pode chover de 40 a 60 mm e a velocidade dos ventos pode chegar a 50 km/h. 

Segundo o órgão, por volta das 3h, havia chuvas localizadas na divisa de Belo Horizonte com Nova Lima (regionais Barreiro e Centro-Sul), e no Vetor Norte, especialmente nas regionais Norte e Venda Nova. Na noite de ontem, houve alagamento nas avenidas Vilarinho e Doutor Álvaro Camargos, onde três pessoas morreram. 



A Defesa Civil também pediu atenção redobrada nas regionais Leste e Nordeste a partir das 16h. “Alta possibilidade de pancadas de chuva de pancadas de chuva, de curta duração e de intensidade significativa”, informa o órgão. 

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a frente fria permanece semi-estacionária na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O dia será de céu nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas. A temperatura mínima registrada é de 20°C e a máxima prevista de 27°C. A umidade relativa do ar em torno de 60%.

MORTES Foi encontrado, na tarde desta sexta-feira, o corpo da jovem Anna Luísa Fernandes de Paiva, de 16 anos, desaparecida depois do temporal da noite desta quinta-feira. Ele foi achado em um trecho do Córrego Vilarinho no Bairro Xodó Marize, a 4 quilômetros do ponto em que ela desapareceu, na Avenida Doutor Álvaro Camargos, em Venda Nova, por volta das 19h.  

O carro dirigido pelo namorado de Anna parou no momento em que atingiu o buraco aberto pela tampa do bueiro na Avenida Álvaro Camargos. Ele saiu por um lado do veículo e a jovem por outro. Como a água tinha coberto todo o asfalto, ela não viu o buraco e acabou sugada para dentro da galeria que passa sob a avenida. 

Uma guarnição dos bombeiros que seguia para o resgate de pessoas na Avenida Vilarinho passou no momento do fato e foi alertada pela população da ocorrência com Anna Luísa. Um militar ainda tentou puxar a jovem, mas ela desapareceu depois que foi tragada pelo buraco. A estudante era filha única. 

Também morreram Cristina Pereira Matos, de 40 anos, e a filha Sofia Pereira, de 6, foram encontradas  dentro de um Palio arrastado pela correnteza no cruzamento das avenidas Vilarinho e Cristiano Machado. O carro foi deslocado para a linha férrea do metrô, na parte inferior do Shopping Estação. 

A Defesa Civil também aguarda a confirmação da causa da morte de um homem, ainda sem identificação, encontrado nesta manhã na Ocupação Vitória, entre Belo Horizonte e Santa Luzia, Região Norte da cidade. Segundo informações passadas pelo Corpo de Bombeiros, moradores disseram que a vítima estava embriagada ontem a noite e tentou atravessar a enxurrada a nado quando desapareceu sob as águas.

Os bombeiros também informaram que estão à procura de um homem que teria se jogado na correnteza na Avenida Vilarinho na noite de quinta-feira. 

LIMPEZA A Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) da capital e a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura divulgaram o balanço da limpeza na região da Avenida Vilarinho. Nesta tarde, a Estação BHBus e do metrô, além da avenida, já foram raspadas e estavam em fase de lavação. O trabalho empenhou seis caminhões-pipa e outros cinco hidrojatos. 

Ao todo, são 96 garis, 26 caminhões basculantes, uma máquina pá-carregadeira, 72 operadores braçais e cinco retroescavadeiras. “Já foram realizadas 26 viagens com aproximadamente 160 toneladas de lama e entulho”, informaram os órgãos.

A Regional Venda Nova também foi a que registrou mais ocorrências na Defesa Civil entre 12h30 de quinta-feira e 16h30 desta sexta, com 62 solicitações de atendimento. Veja o quadro divulgado pelo órgão:

(foto: Defesa Civil/Divulgação)
(foto: Defesa Civil/Divulgação)

(foto: Defesa Civil/Divulgação)
(foto: Defesa Civil/Divulgação)



 (Com informações de Elian Guimarães)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade