UAI
Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros buscam adolescente que caiu em bueiro durante temporal em BH

Jovem desapareceu depois de sair do carro do namorado durante forte chuva na Avenida Doutor Álvaro Camargos, em Venda Nova


postado em 16/11/2018 08:01 / atualizado em 16/11/2018 13:13

Uma das estratégias dos bombeiros para localizar a jovem desaparecida é uma varredura na galeria que passa sob as avenidas Doutor Álvaro Camargos e Vilarinho(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS)
Uma das estratégias dos bombeiros para localizar a jovem desaparecida é uma varredura na galeria que passa sob as avenidas Doutor Álvaro Camargos e Vilarinho (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS)
Anna Luísa Fernandes de Paiva Maria desapareceu na Avenida Doutor Álvaro Camargos durante forte temporal (foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros )
Anna Luísa Fernandes de Paiva Maria desapareceu na Avenida Doutor Álvaro Camargos durante forte temporal (foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros )

Depois do temporal que inundou a Avenida Vilarinho e adjacências, arrastando carros e matando mãe e filha na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte, o Corpo de Bombeiros faz, na manhã desta sexta-feira, buscas por uma adolescente de 16 anos arrastada pela enchente e desaparecida desde a noite de ontem.

Os militares aproveitam que a água abaixou o nível para entrar nas galerias, já que a jovem acabou surpreendida por um bueiro aberto pela força da água. Anna Luísa Fernandes de Paiva Maria desapareceu na Avenida Doutor Álvaro Camargos, popularmente conhecida como 12 de outubro, depois de sair do carro do namorado. A água cobriu o bueiro, que ficou sem tampa quando a enxurrada passou.

Segundo o tenente Pedro Aihara, da assessoria de comunicação dos bombeiros, o carro dirigido pelo namorado de Anna parou no momento em que atingiu o buraco aberto pela tampa do bueiro. Ele saiu por um lado do veículo e a jovem por outro. Como a água tinha coberto todo o asfalto, ela não viu o buraco e acabou sugada para dentro da galeria que passa sob a Álvaro Camargos.

A jovem de 16 anos caiu na galeria da Avenida Doutor Álvaro Camargos neste bueiro, que se abriu pela força da correnteza(foto: Paulo Filgueiras/EM )
A jovem de 16 anos caiu na galeria da Avenida Doutor Álvaro Camargos neste bueiro, que se abriu pela força da correnteza (foto: Paulo Filgueiras/EM )


Uma guarnição dos bombeiros que seguia para o resgate de pessoas na Avenida Vilarinho passou no momento do fato e foi alertada pela população da ocorrência com Anna Luísa. Um militar ainda tentou puxar a jovem, mas ela desapareceu depois que foi tragada pelo buraco. Hoje, as buscas se concentram de duas formas: bombeiros fazem varredura de galerias e também percorrem o leito aberto do Córrego Vilarinho. Uma aeronave apoia os trabalhos e drones também são usados nas buscas.

Bombeiros fazem buscas à procura da adolescente desaparecida na parte destampada do Córrego Vilarinho(foto: Paulo Filgueiras/EM)
Bombeiros fazem buscas à procura da adolescente desaparecida na parte destampada do Córrego Vilarinho (foto: Paulo Filgueiras/EM)


Mortes na Vilarinho

Na noite dessa quinta-feira, Cristina Pereira Matos, de 40 anos, e a filha Sofia Pereira, de 6, foram encontradas mortas dentro de um Palio arrastado pela correnteza no cruzamento das avenidas Vilarinho e Cristiano Machado, em Venda Nova. O carro foi deslocado para a linha férrea do metrô, na parte inferior do Shopping Estação. 

Novo alerta

A Defesa Civil voltou a emitir, nesta sexta-feira, alerta para pancadas de chuva e rajadas de vento em Belo Horizonte. Segundo o comunicado, pode chover de 40 a 60 mm e a velocidade dos ventos pode chegar a 50 km/h. O alerta é válido até as 8h deste sábado. 

Sem energia

O temporal registrado em Belo Horizonte também deixou alguns bairros de Belo Horizonte sem luz. Moradores da Rua Dante, no Bairro São Lucas, na Região Centro-Sul de BH, estão sem energia elétrica desde a madrugada desta sexta-feira. Ainda segundo moradores, a Cemig esteve no local por volta das 6h, mas nenhum reparo foi feito. No Bairro Bandeirantes, na Região da Pampulha, também foram registradas várias quedas de árvores e algumas casas ficaram alagadas. 
 
A reportagem entrou em contato com a Cemig, mas ninguém atendeu as ligações.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade