Publicidade

Estado de Minas QUESTÃO DE FÉ

Domingo de eleições coincide com dia do santo das causas impossíveis

Santuário de São Judas Tadeu já está enfeitado para receber mais de 80 mil fiéis no fim de semana com ampla programação e louvor ao santo


postado em 27/10/2018 07:00 / atualizado em 28/10/2018 09:50

(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

Domingo de eleições e também de muitas orações em louvor ao santo das causas impossíveis. Os católicos – e outros que não se declaram assim, mas são de fé – participam amanhã (28) da festa de São Judas Tadeu, no santuário dedicado ao protetor no Bairro da Graça, na Região Nordeste de Belo Horizonte. A expectativa é de que mais de 80 mil pessoas passem pelo templo, que começou a ser enfeitado na manhã de sexta-feira (26) para receber a multidão de devotos. “Certamente muitos virão antes de votar e outros depois. Desta vez, há uma polarização muito forte, então é bom rezar para acalmar. A fé é uma luz para o discernimento”, diz o reitor do santuário, padre Nivaldo Ferreira.

O santuário ficará aberto durante toda a noite, de hoje para amanhã, para celebração de missas (ver a programação), com a presença de 20 padres dedicados às confissões. Hoje, às 20h, haverá procissão luminosa, com saída da Rua Restinga e retorno à igreja, seguindo-se celebração eucarística (22h). Amanhã, o grande dia, o ponto alto será a missa das 8h presidida pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo com a presença do Padre Joel Maria dos Santos e do Padre Nivaldo dos Santos Ferreira. 

Ao arrumar com flores o altar de São Judas, a irmã Isabela Braga, sacristã do santuário, lembrou que a festa é uma experiência única. “É impressionante como ela se materializa. Essa celebração toca a fé”, afirmou a freira da congregação religiosa Sacramentinas de Bergamo, que trabalha no atendimento aos enfermos e com o grupo de jovens. Logo após Isabela ajeitar o vaso de flores, o casal Tupinambá Pedro Paraguassu Amorim da Silva, professor aposentado, paraense, residente há 53 anos em BH, e Marina Terezinha Rigotto da Silva, rezou durante longo tempo diante da imagem. E se emocionou.

“Estamos pedindo a intercessão de São Judas Tadeu para nosso neto, Bruno, de 9 anos, que mora em Hannover, na Alemanha, e está doente. Olho para a imagem e fico pensando nele. Os médicos ainda não descobriram o que ele tem”, contou Tupinambá com os olhos brilhando. Como o casal não estará na cidade amanhã, decidiu visitar o santuário na tarde de ontem. Ele disse ainda que a família (dois filhos e dois netos) já conseguiu muitas graças e só tem a agradecer.

FERVOR Espírita, a bióloga Priscila Souza de Almeida, moradora do Bairro Santa Tereza, na Região Leste da capital, também rezou com fervor diante da imagem de São Judas Tadeu. “Não sou católica, sou cristã. Rezo e agradeço pela minha filha, que fará 10 anos no domingo, dia do santo. Na época, ela ficou internada e ficou boa”, conta Priscila com uma vela na mão. O reitor, padre Nivaldo, destaca a importância da data: “Recebemos peregrinos de todo canto, de várias cidades mineiras. É o santo das causas impossíveis, e pouca gente sabe que ele era primo em primeiro grau de Jesus”. De acordo com informações da Arquidiocese de BH, serão instalados, em torno do santuário, televisores para que os devotos possam acompanhar as celebrações. As confissões individuais serão das 8h às 17h e haverá missa de duas em duas horas.

APÓSTOLO São Judas Tadeu nasceu na Galileia, na Palestina, era um dos 12 apóstolos de Jesus e filho de Alfeu, o irmão de São José. Sua mãe, Maria Cléofas, era prima de Maria – portanto, São Judas era primo de Jesus e irmão de Tiago, também discípulo de Jesus.

O Evangelho de São Mateus cita a passagem em que São Judas Tadeu pergunta a Jesus, durante a ceia: “Mestre, por que razão deves manifestar-te a nós e não ao mundo?” Jesus lhe respondeu que a verdadeira manifestação de Deus está reservada para aqueles que o amam e guardam a sua Palavra.

Conforme divulgado pela Arquidiocese de BH, São Judas Tadeu pregou na Galileia, na Samaria e, próximo do ano 50, fez participou do primeiro Concílio, em Jerusalém. Evangelizou na Mesopotâmia, Síria, Armênia e Pérsia, onde encontrou São Simão. Passaram a viajar juntos. Mártir, no dia 28 de outubro de 70.

PROGRAMAÇÃO

Hoje

» 7h, 19h e 22h – Missas
» 20h – Procissão luminosa (levar a vela) passando pelas ruas Restinga, Jussara, São Bento e Jurema, Praça Poá e Santuário.
» Meia-noite – Solene celebração eucarística

Amanhã
» 2h – Ofício de leituras
» 4h, 6h, 8h (missa sertaneja), 10h, 12h, 14h, 16h, 18h (celebrada pelo arcebispo metropolitano, dom Walmor Oliveira de Azevedo), 20h e 22h

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade