Publicidade

Estado de Minas

Traficantes tentam subornar a polícia, mas perdem R$ 10 mil e 40 quilos de maconha

Apreensão aconteceu no Bairro Colégio Batista, no Leste de BH, e a polícia prendeu sete envolvidos no tráfico de drogas; um dos detidos é acusado de atropelar, matar um policial em Contagem e fugir do local do acidente


postado em 24/10/2018 00:04 / atualizado em 24/10/2018 00:22

Itens apreendidos na ocorrência desta terça-feira (23)(foto: Divulgação/Polícia Militar)
Itens apreendidos na ocorrência desta terça-feira (23) (foto: Divulgação/Polícia Militar)

 

Sete pessoas foram presas, na noite desta terça-feira (24), no Bairro Colégio Batista, Leste de BH. Segundo a Polícia Militar, uma denúncia foi feita à corporação, que se deslocou até uma casa situada na Rua Ubá. No endereço, os militares encontraram 40 quilos de maconha. Dos detidos, três já tiveram passagens pela polícia por tráfico de drogas.

 

Ao serem surpreendidos, os suspeitos tentaram evadir do local correndo, mas não obtiveram êxito. Conforme a PM, um deles tentou subornar a corporação com R$ 10 mil que estariam escondidos na casa. Os militares se deslocaram ao local informado por ele, encontraram o dinheiro e autuaram o suspeito por corrupção ativa. O sogro do suspeito também foi detido por participar da tentativa de corromper os policiais, ainda segundo o órgão de segurança.

 

Além das drogas e do dinheiro, um carro modelo Fiat Pálio, uma pistola calibre .380, celulares, uma balança de precisão e uma faca foram apreendidos, de acordo com os militares. Os trabalhos tiveram a participação de 12 militares lotados na 3ª Companhia Independente de Policiamento Especializado, lotada em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Eles usaram três viaturas.

 

Os suspeitos foram conduzidos à Central de Flagrantes do Bairro Floresta (Ceflan 1). A unidade está localizada na Rua Pouso Alegre, no Centro-Sul de BH.

Suspeito encontrado

 

Um dos suspeitos detidos na ocorrência desta terça era procurado pela polícia desde 1º setembro. Naquela data, ele atropelou e matou Christian Mohamed Mattar, de 42 anos, e fugiu do local. A vítima era um cabo da PM, lotado na 18ª Companhia do 39º Batalhão, em Contagem, na Grande BH.

 

 

O crime aconteceu na madrugada de um sábado, na Avenida Tancredo Neves, no Bairro Xangri-lá, também em Contagem. O cabo estava em uma motocicleta quando se envolveu no acidente contra um veículo modelo Porsche Cayenne preto.

 

Na ocasião, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi solicitado e constatou a morte do policial ainda no local. As investigações eram conduzidas pela Delegacia de Plantão de Contagem.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade