Publicidade

Estado de Minas

Tentativa de assalto a banco com reféns mobiliza polícias Militar e Civil em Matozinhos

Segundo a PM, tentativa de assalto teria sido frustrada, mas bandidos ainda estariam mantendo reféns familiares de um gerente do Banco do Brasil da cidade


postado em 19/10/2018 11:42 / atualizado em 19/10/2018 13:44


Policiais civis e militares estão mobilizados nesta sexta-feira em uma tentativa de assalto a uma agência do banco do Brasil de Matozinhos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As primeiras informações indicam que familiares de um gerente da agência foram feitos reféns para que os bandidos conseguissem roubar dinheiro da agência.

Segundo a Polícia Militar, o assalto teria sido frustrado, mas os bandidos ainda estariam mantendo reféns familiares do funcionário do banco e por isso a ocorrência mobiliza o Departamento Estadual de Operações Especiais da Polícia Civil (Deoesp).

As informações levantadas até o momento pela Polícia Civil indicam que a tentativa de assalto começou ainda na noite de quinta-feira. Bandidos surpreenderam o gerente da agência depois do fim do expediente e fizeram a mulher dele e filhos reféns, na modalidade de roubo conhecida como crime do sapatinho.

Os familiares teriam sido levados para um cativeiro, sob a condição de serem libertados depois que o gerente tirasse o dinheiro da agência na manhã desta sexta. Novamente, os criminosos teriam ido à residência do gerente, já na manhã de hoje, fazendo refém também a empregada que presta serviço à família.

A exigência dos criminosos teria sido para a entrega da quantia às 11h, mas a princípio eles não chegaram a comparecer na agência, já que a polícia chegou antes.

Tentativa de assalto motivou grande efetivo da Polícia Militar(foto: Reprodução da Internet/WhatsApp)
Tentativa de assalto motivou grande efetivo da Polícia Militar (foto: Reprodução da Internet/WhatsApp)


Vídeos enviados por redes sociais mostram a movimentação na porta da agência.



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade