Publicidade

Estado de Minas

Secretaria investiga 70 casos de sarampo em Minas; confira os números

Até aqui, não há diagnóstico confirmado da doença no território mineiro; 269 situações já foram descartadas e 10 atestaram positivamente para a primeira coleta da Fundação Ezequiel Dias (Funed)


postado em 03/10/2018 21:31 / atualizado em 03/10/2018 22:00

Minas Gerais bateu meta de cobertura vacinal após campanha ser prolongada em diversos municípios, inclusive em Belo Horizonte(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Minas Gerais bateu meta de cobertura vacinal após campanha ser prolongada em diversos municípios, inclusive em Belo Horizonte (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

Em boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (3), a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) informou que investiga 70 casos de sarampo, com nenhum quadro confirmado no estado até aqui. O órgão aguarda os trabalhos da Fundação Ezequiel Dias (Funed) para conferir a situação dos casos ainda em análise.


No total, 339 casos suspeitos foram notificados, com 269 já descartados. Das análises realizadas, até o momento, 10 suspeições apresentaram amostras soropositivas/reagentes para anticorpos IgM, o que pode indicar a atuação do vírus do sarampo. Contudo, é necessária uma segunda amostra soropositiva para a confirmação da doença, além da avaliação de outros parâmetros laboratoriais.


As amostras em suspeita após a primeira coleta são dos seguintes municípios: Belo Horizonte, Fronteira dos Vales, Ibirité, Ipuiuna, Limeira do Oeste, Nova Lima, Passa Quatro, Ribeirão das Neves, Santa Luzia e Umburatiba.

Nestes casos, as amostras são encaminhadas à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/RJ), que retesta as análises sorológicas com o objetivo de detectar ou não o vírus. Dos casos citados, dois já estão na Fiocruz (Nova Lima e Passa Quatro), e os demais serão encaminhados ainda nesta semana.


Em comparação ao último levantamento, houve um aumento de 58 casos suspeitos. Segundo a SES/MG, isso acontece porque houve uma “maior sensibilização da população e também dos profissionais de saúde, a partir dos atendimentos dos casos suspeitos”.


As amostras ainda em análise se concentram, majoritariamente, na população entre seis meses e 1 ano e entre 5 e 19 anos.


Em Minas Gerais, a meta mínima recomendada para a Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo e rubéola foi alcançada, apresentando Cobertura Vacinal de 97,44%, com um total de 1.001.012 doses aplicadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade