Publicidade

Estado de Minas

Suspeito de matar professora em Sarzedo é preso por feminicídio

Homem foi encontrado escondido debaixo da cama de uma antiga namorada em outra cidade da Grande BH


postado em 12/09/2018 13:46 / atualizado em 12/09/2018 17:21

 

(foto: PMMG/Reprodução)
(foto: PMMG/Reprodução)

 

O suspeito de matar a ex-namorada em Sarzedo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi preso na manhã desta quarta-feira (12) pela Polícia Civil. Foi cumprido um mandado de prisão contra Walisson Alvarenga Chaves, de 30 anos, pelo feminicídio de Claudiani Sílvia Cardoso Ferreira, de 39. O crime que revoltou moradores da cidade ocorreu no último dia 5.

 

A delegacia responsável por investigar o caso recebeu informações de que o suspeito estava se escondendo no Bairro Durval de Barros, em Ibirité, também na Grande BH. Durante as buscas na região, o homem foi encontrado na casa de outra ex-namorada, debaixo da cama.


Segundo a Polícia Civil, foi feita a reconstituição do crime e o suspeito contou que abandonou o carro da vítima nas proximidades de um sítio na região, onde ficou escondido por aproximadamente três dias. Depois desse período ele decidiu sair do local e ligou para a antiga namorada, que pediu um carro por aplicativo para buscá-lo.

O suspeito foi encaminhado para o Presídio de Ibirité, e após julgamento pode ser condenado de doze a trinta anos. 

 

O CRIME  

Walisson foi até a escola onde Claudiani trabalhava e, armado com uma faca, rendeu a vítima. A professora foi puxada pelos cabelos da sala dos professores e obrigada a entrar no carro dela, um Doblô. O homem ainda ameaçou matar as pessoas que tentassem evitar a agressão.

 

Os dois saíram com o veículo e, no Bairro Jardim Vera Cruz, segundo a Polícia Militar (PM), a vítima foi empurrada para fora do carro. Devido à forte queda, Claudiani não resistiu e morreu. Walisson e Claudiani se relacionaram por cerca de um ano e meio e haviam terminado há pouco mais de um mês.

 

 

*Estagiária sob supervisão da subeditora Regina Werneck

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade