Publicidade

Estado de Minas

Dia D contra o sarampo não atinge meta na capital mineira

Segundo as autoridades, a cidade atingiu 83,71% da população a ser vacinada - formada por 109 mil crianças dentro da faixa etária da campanha. A meta é de 95%


postado em 01/09/2018 17:57 / atualizado em 01/09/2018 19:02

Prefeitura de Belo Horizonte promove mais um Dia D de vacinação contra o sarampo e a poliomielite(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Prefeitura de Belo Horizonte promove mais um Dia D de vacinação contra o sarampo e a poliomielite (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
O segundo Dia D da vacinação contra sarampo e poliomielite terminou e a campanha ainda não foi suficiente para bater a meta de 95% do público-alvo (crianças de 0 a 4 anos, 11 meses e 29 dias) em Belo Horizonte.  Segundo o balanço parcial divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde no fim da tarde deste sábado, a cidade atingiu 83,71% da população a ser vacinada – formada por 109 mil crianças dentro da faixa etária da campanha. 

Hoje, os 153 centros de saúde da capital e outros quatro pontos extras – os shoppings BH e Boulevard, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti e o Serviço de Atenção ao Viajante (Rua Paraíba, 890 – Savassi) – ofereceram a imunização até as 17h.

Como a meta não foi alcançada, o representante da prefeitura informou que novas medidas serão tomadas nas próximas semanas para vacinar o maior número de pessoas. Ligações dos profissionais dos centros de saúde para as famílias que têm registros na unidade estão entre as medidas programadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), conforme Fabiano Pimenta. Ele também ressaltou que visitas às casas das crianças desprotegidas também estão no cronograma.

Preciso me vacinar?

A imunização contra o sarampo passa por duas doses: a primeira aos 12 meses de idade (tríplice viral – contra sarampo, rubéola e caxumba) e a segunda aos 15 meses de idade (tetraviral – contra as mesmas doenças e catapora). As crianças entre 5 e 9 anos precisam receber duas doses da tríplice. Para quem tem entre 10 e 29 anos e nunca se vacinou contra as doenças, a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES/MG) indica a aplicação de duas doses tríplice viral, com intervalo de 30 dias. Pessoas entre 30 e 49 anos precisam de uma dose para ficar imunes. Os maiores de 49 anos são considerados imunes ao sarampo, uma vez que já conviveram com a doença.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade