Publicidade

Estado de Minas

Novas obras na Via 710 causam interdições na Av. José Cândido da Silveira

As alças de acesso da avenida para a Rua Gustavo da Silveira, no sentido Centro/Bairro, serão interditadas na manhã desta terça-feira


postado em 28/08/2018 08:30 / atualizado em 28/08/2018 10:12

O trecho será interditado nesta manhã(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)
O trecho será interditado nesta manhã (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)

Mais uma etapa das obras da Via 710 tem início nesta terça-feira (28). Por causa disso, as alças de acesso da Avenida José Cândido da Silveira para a Rua Gustavo da Silveira, no sentido Centro/Bairro, serão interditadas.

 

Para acessar o bairro Horto, na Região Leste de Belo Horizonte, e a estação do metrô José Cândido da Silveira, deve-se utilizar as alças do viaduto.

Os motoristas que seguem no sentido Centro/ Bairro Horto devem pegar a Avenida José Cândido da Silveira, pegar à direita na alça de acesso após o viaduto da avenida, circular o viaduto, pegar alça de acesso à avenida José Cândido da Silveira à direita, avenida José Cândido da Silveira (sentido Centro), alça de acesso à rua Gustavo da Silveira, à direita (via 710), avenida Gustavo da Silveira.

Já quem vai de Sabará em direção ao Bairro Horto deve pegar Avenida José Cândido da Silveira, entrar na nova alça de acesso após o viaduto da avenida José Cândido da Silveira, circular sob o viaduto e seguir pela rua Gustavo da Silveira.

Devido às alterações, um ponto de ônibus que se encontra dentro da área interditada, na Rua Gustavo da Silveira, será relocado. De acordo com a BHTrans, faixas de pano e placas indicativas foram implantadas na região. Agentes da Unidade Integrada de Trânsito vão monitorar o trânsito na região, durante a execução das obras.

Obras atrasadas

As obras são realizadas para facilitar o percurso entre as avenidas José Cândido da Silveira e Cristiano Machado.  A intervenção completa está programada para terminar no segundo semestre de 2019, aproximadamente três anos depois do previsto, abrindo um novo trajeto entre as avenidas dos Andradas e Cristiano Machado. Em maio, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que desapropriações e remoções que se arrastam na Justiça podem atrasar ainda mais o cronograma. A obra tem investimento de aproximadamente R$ 120 milhões, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade