Publicidade

Estado de Minas

Homens mantidos em cativeiro por nove dias são libertados

Segundo a Polícia Civil, eles teriam sido torturados e obrigados a transferir R$ 250 mil para os sequestradores


postado em 23/08/2018 18:14 / atualizado em 23/08/2018 21:16

Leonardo da Cruz e Juscelino Fernandes do Nascimento, que já tiveram passagem pela polícia, estão foragidos(foto: Divulgação/ Polícia Civil de Minas Gerais)
Leonardo da Cruz e Juscelino Fernandes do Nascimento, que já tiveram passagem pela polícia, estão foragidos (foto: Divulgação/ Polícia Civil de Minas Gerais)
Dois homens do estado de Goiás que estavam sendo mantidos em cativeiro durante nove dias foram libertados, na manhã desta quarta-feira, pela Polícia de Civil de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As vítimas, o empresário no ramo de compras e vendas de ônibus, Wildis Silva de Oliveira, de 53 anos, e o motorista Luiz Paulo Pereira Santana, de 30, teriam sido obrigados a transferir R$ 250 mil aos sequestradores.

Segundo a Polícia Civil, os bandidos entraram em contato com o empresário, fingindo estarem interessados em negociar a compra e venda de ônibus. As partes então teriam combinado de se encontrar em um posto de gasolina às margens de uma rodovia em Betim.

Chegando ao local, as vítimas foram abordadas e levadas para um sítio, no Bairro Bandeirinhas, em Betim, onde foram mantidos em cativeiro por nove dias. Lá, eles teriam sido torturados e obrigados a transferir R$ 250 mil para uma conta.

De acordo com a Polícia Civil, a quadrilha era composta de cinco homens e quatro mulheres, sendo um deles menor de idade.

Na operação, sete sequestradores foram presos, mas os outros dois conseguiram fugir ao entrar em uma mata dentro da região. A polícia segue à procura dos criminosos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade