Publicidade

Estado de Minas

Mulher é detida ao agredir filho de 2 anos e seguranças em estação do metrô

Seguranças abordaram a mulher ao vê-la arrastar e bater em criança na Estação Cidade Industrial. Ela reagiu à abordagem e teve que ser algemada


postado em 17/08/2018 12:36

(foto: Reprodução da internet/Google Maps)
(foto: Reprodução da internet/Google Maps)

Uma mulher de 38 anos foi detida após ser flagrada maltratando o filho, de apenas 2, na Estação do Metrô Cidade Industrial, que fica entre Belo Horizonte e Contagem, na região metropolitana. Ao ser abordada, ela ainda agrediu agentes de segurança do metrô. 

O caso ocorreu no fim da tarde de quinta-feira. Segundo a Polícia Militar (PM), a mulher foi vista arrastando o menino pela rampa da estação, dando tapas pelo corpo dele. A criança ainda bateu a cabeça em uma catraca. Os agentes disseram que ela apresentava sinais de embriaguez e, ao ser abordada, desacatou os profissionais e deu chutes. Foi necessário algemá-la. 

Consta no boletim de ocorrência que ela estava muito agressiva, chutando paredes e divisórias do local para onde foi levada. Ainda segundo a polícia, a mulher confirmou ter feito uso de bebida alcoólica, além de vários medicamentos controlados. 

Reclamando de um sangramento que seria resultado de uma gravidez, ela foi levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Barreiro. A criança foi deixada aos cuidados do plantão do Conselho Tutelar. 

Por meio de nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos em Belo Horizonte (CBTU-BH) confirmou que profissionais de segurança metroviária intervieram na situação ontem. “Tão logo tomaram conhecimento do fato, os seguranças da CBTU agiram para conter as agressões protegendo a criança e realizando a detenção da mãe até a chegada da Polícia Militar, responsável pelos procedimentos habituais de Registro de Ocorrência de Defesa Social (REDS)”, informou a empresa nesta sexta-feira. “Desde a noite de ontem, os seguranças do metrô vêm prestando o suporte necessário tanto à PM, quanto ao Conselho Tutelar, e seguirão à disposição da Autoridade Competente para prestar todos os esclarecimentos pertinentes ao ocorrido”, diz a nota. 

A Polícia Civil informou que a ocorrência ainda está pendente de recibo na delegacia e que eles aguardam a alta da mulher detida para dar sequência aos procedimentos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade