Publicidade

Estado de Minas

PF deflagra operação contra fraudes na Caixa Econômica em Minas

Quadrilha formada por correspondentes bancários desviava quantias pertencentes ao banco estatal para contas de terceiros


postado em 08/08/2018 15:29 / atualizado em 08/08/2018 16:59

(foto: Andrevruos/Wikimedia Commons)
(foto: Andrevruos/Wikimedia Commons)
A Polícia Federal desencadeou a Operação OCA contra uma quadrilha que fraudava transações bancárias em Minas Gerais e Goiás na manhã desta terça-feira. O grupo, composto por correspondentes da Caixa Econômica Federal, desviava quantias pertencentes à empresa para contas de terceiros, que emprestavam suas contas para obter vantagens financeiras.


Cerca de 30 oficiais da PF cumpriram quatro mandados de busca e apreensão. Três deles em Belo Horizonte e outro na cidade de Itumbiara, no Sul do estado de Goiás, mesmo município responsável por expedir os trâmites da operação, por meio da Justiça Federal.


Os investigados vão responder pelos crimes previstos no artigo 171 do Código Penal, que regula fraudes e vantagens ilícitas com prejuízo para outras pessoas ou organizações. As penas máximas podem chegar a cinco anos de prisão e multa.


Como o crime foi cometido contra uma empresa pública, as penas podem ser aumentadas em um terço, de acordo com o previsto no Código Penal. 

 

Em nota, a Caixa informou que ''está colaborando com as investigações da Polícia Federal, e que manterá cooperação integral com os trabalhos''. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade