Publicidade

Estado de Minas

Garota que desapareceu após ser torturada por namorado em BH é encontrada

Ela não era vista desde quarta-feira, dia em que o crime foi cometido no Bairro São João Batista, na Região de Venda Nova. O autor das agressões foi preso


postado em 20/07/2018 16:25 / atualizado em 20/07/2018 16:29

As agressões aconteceram no Bairro São João Batista, em BH(foto: Reprodução/Google Street View)
As agressões aconteceram no Bairro São João Batista, em BH (foto: Reprodução/Google Street View)

Foi encontrada nesta sexta-feira a adolescente de 15 anos que estava desaparecida após ser mantida em cárcere privado e ter o cabelo cortado pelo namorado, de 19. Ela não era vista desde quarta-feira, dia em que o crime foi cometido no Bairro São João Batista, na Região de Venda Nova. O autor das agressões foi preso.

A Polícia Civil confirmou que a garota foi encontrada, mas não informou detalhes do local onde ela estava para não atrapalhar nas investigações. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, a menina já foi entregue aos familiares.

O caso começou a ser investigado na tarde de quarta-feira, quando a Polícia Militar (PM) recebeu uma denúncia de que uma garota tinha sido agredida. O suspeito seria um traficante da região que possuía armas de fogo. A polícia também teve acesso a um vídeo divulgado nas redes sociais em que ele aparecia cortando os cabelos de uma mulher usando tesoura e até uma faca.

Equipes da PM foram até a casa alvo da denúncia, mas o imóvel estava vazio, com a porta aberta. Além dos objetos cortantes, eles encontraram uma mecha de cabelo e apreenderam 20 pinos de cocaína, uma porção da mesma droga, 54 buchas de maconha e R$ 200. Um documento achado na casa levou os policiais ao endereço do suspeito do crime, no Bairro Santo André, na Região Noroeste de BH.

Lá, o jovem foi detido acompanhado de um adolescente de 16 anos. Segundo a PM, ele assumiu que manteve a namorada em cárcere privado e que cortou o cabelo dela como vingança por uma traição. Ele também alegou que não sabia onde ela estava. Nesta casa, a polícia também apreendeu quatro buchas de maconha escondidas embaixo de um colchão.

A dupla foi levada para a Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan) 4. O menor foi conduzido inicialmente por suspeita de ter ajudado no cárcere da garota e também de envolvimento com o tráfico, mas ele foi ouvido e liberado por falta de provas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade