Publicidade

Estado de Minas

Operação conjunta acaba com 10 toneladas de drogas apreendidas com quadrilha em MG

As investigações duraram aproximadamente seis meses. Nessa terça-feira , a força-tarefa de Combate ao Crime Organizado (Ficco) prendeu os líderes da quadrilha em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e apreendeu mais de meia tonelada e entorpecentes


postado em 18/07/2018 15:47 / atualizado em 18/07/2018 16:03

Última ação aconteceu nessa terça-feira em Uberlândia. Mais de meia tonelada de entorpecentes foram apreendidos (foto: Polícia Federal / Divulgação)
Última ação aconteceu nessa terça-feira em Uberlândia. Mais de meia tonelada de entorpecentes foram apreendidos (foto: Polícia Federal / Divulgação)

Uma organização criminosa especializada em tráfico interestadual de drogas, com atuação em Minas Gerais, foi desmantelada por ações da força-tarefa de Combate ao Crime Organizado (Ficco). Foram seis meses de operação contra o grupo. Neste tempo, foram 12 criminosos presos, entre eles os líderes do bando que moravam em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e aproximadamente 10 toneladas de drogas apreendidas. A última apreensão aconteceu nessa terça-feira, onde 770 quilos de maconha e skunk, foram encontrados no interior do estado.



De acordo com o delegado federal Carlos Henrique Cotta D'Ângelo, um dos responsáveis pela operação, as investigações tiveram início no início do ano. As movimentações da quadrilha foram monitoradas e integrantes da organização criminosa presos. “A operação integrada de combate ao crime organizado conseguiu fazer sete flagrantes. Ao todo, 12 pessoas foram presas e aproximadamente 12 criminosos presos”, explicou. As operações contaram com a participação além da PF, de integrantes das polícias Rodoviária Federal, Militar e Civil de Minas Gerais e agentes do sistema prisional mineiro.

O último flagrante aconteceu nessa terça-feira. Um Kia Cerato, veículo roubado que estava com placa fria, da cidade de Campo Florido, foi monitorado pelas forças de segurança. O carro foi interceptado na MG-497, em Uberlândia e o motorista, um jovem com pouco mais de 20 anos, foi preso. Dentro do veículo, foram encontrados diversos tabletes de maconha e skunk, que pesaram, ao todo, 770 quilos. “Nesta ação, conseguimos prender dois homens considerados os chefes desta organização aqui em Uberlândia”, disse o delegado. Como desdobramento da operação, em Dourados, no Mato Grosso do Sul, foram encontrados cerca de cinco toneladas de entorpecentes.

Segundo o delegado, as investigações apontaram que a organização criminosa fazia de Uberlândia como um centro logístico. “Eles recebiam encomendas de outras quadrilhas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, e São Paulo. Buscavam a droga no Mato Grosso do Sul e trazia para Uberlândia. Depois, fazia a distribuição. Os criminosos faziam tudo com veículos próprios”, indicou.

A PF acredita que a célula da organização que atuava no Triângulo Mineiro foi desmantelada. Mas as investigações vão continuar. “Prendemos os líderes do bando que atuava aqui. Agora, estamos atrás dos criminosos que faziam as encomendas das drogas”, contou  D'Ângelo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade