Publicidade

Estado de Minas

Temperaturas devem aumentar no fim de semana na Grande BH

Massa de ar polar perde força e ar seco deve predominar nos próximos dias. Na capital, temperatura deve chegar aos 28 graus


postado em 13/07/2018 09:24 / atualizado em 13/07/2018 10:33

(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)

O frio começa a perder força em Minas Gerais e as temperaturas devem se elevar no fim de semana. Em Belo Horizonte, os termômetros podem marcar entre 15°C e 28°C no sábado e domingo, bem diferente dos 9,9°C registrados na manhã de ontem na Região Centro-Sul da cidade. Na região metropolitana, a temperatura varia entre 8°C e 30°C. 

Segundo o meteorologista Cléber Souza, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a massa de ar polar começou a perder a intensidade. Nesta sexta-feira, a temperatura mínima em Belo Horizonte foi de 13°C e a máxima, à tarde, deve chegar aos 27°C. Com a saída do sistema, uma massa de ar seco deve predominar sobre Minas Gerais. Assim, com a baixa cobertura de nuvens, faz calor durante o dia e frio à noite. Não há previsão de chuva. 

Após registrar a menor temperatura do ano nessa quinta-feira, Monte Verde, distrito de Camanducaia, no Sul de Minas, começou a sexta-feira com -0,3°C. Mais uma vez houve geada. Na região, a temperatura máxima deve ser de 20 graus. 

Ainda segundo o meteorologista, as regiões do Triângulo Mineiro, Oeste, Central e Norte terão céu claro a parcialmente nublado com névoa seca à tarde. No restante do estado, a previsão é de baixa umidade relativa do ar nos próximos dias. Na Grande BH, a umidade pode cair para 30% à tarde.

Inverno de extremos em Minas


De um lado, o frio intenso do período da noite até o raiar do dia. De outro, calor desde o fim da manhã até a tarde. Os opostos marcaram o tempo em Minas Gerais ontem, quando a amplitude térmica (diferença entre a mínima e a máxima) alcançou 11 graus em Belo Horizonte. 

A menor temperatura foi registrada na estação meteorológica do Cercadinho, próximo ao Bairro Belvedere, onde os termômetros marcaram 9,9 graus entre as 6h e as 7h de ontem. Com a velocidade do vento, a sensação térmica na pele foi de um grau negativo. O recorde de menor temperatura na capital em 2018 ainda é o de 21 de maio, quando os termômetros marcaram 9,6 graus.

Ainda no início da manhã, na Pampulha, a temperatura mínima foi de 12,7 graus, com sensação térmica de oito. Na Região Centro-Sul da cidade, a mínima foi de 13,9 graus. A máxima não passou dos 24 graus na capital. A umidade relativa do ar ficou em torno de 35% a 40% à tarde, e atingiu cerca de 70% à noite.

Segundo o meteorologista Dayan Carvalho, da Coordenadoria de Defesa Civil de Belo Horizonte, a chuva da última quarta-feira já era um aviso do frio que viria. “Se a gente observar, no fim da última semana e no início desta já se percebia um declínio da temperatura no Sul do país, a partir de uma massa de ar polar que provocou uma frente fria. Essa frente avançou para São Paulo e chegou a Minas Gerais. Na quarta-feira à noite, o frio chegou a BH com a quantidade de chuva acima da média”, explica.

Segundo ele, a Defesa Civil computou 11mm de pluviosidade na cidade anteontem, enquanto a média histórica para o período é de 7,9mm. Ou seja, em menos de uma hora, choveu mais na capital do que o esperado para todo o mês. De acordo com Carvalho, a previsão é de frio até amanhã, quando as temperaturas devem voltar a subir. O tempo também vai ficar mais seco, com a umidade entre 30% e 40%.

Ver galeria . 10 Fotos Geada na área da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em Maria da Fé, no Sul do estadoPedro Moura/Epamig
Geada na área da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em Maria da Fé, no Sul do estado (foto: Pedro Moura/Epamig )


ABAIXO DE ZERO Com o recorde de queda de temperatura, Monte Verde, distrito do município de Camanducaia, no Sul do estado, registrou geada, com uma camada esbranquiçada cobrindo a paisagem. O local detinha o recorde anterior, alcançado em 5 de maio, com -1,6 grau. Em Maria da Fé, na mesma região, os termômetros marcaram entre -2,1 graus e -0,2 grau na estação da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), cujo entorno também ficou coberto pela geada. A cidade recebe um festival de inverno nos próximos dois fins de semana e agradece pelo frio, que deve atrair muitos turistas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade