Publicidade

Estado de Minas

Ainda há espaço no Mineirão para torcer pela Seleção Brasileira

Após término da partida, válida pelas quartas de final da Copa do Mundo, show pretende animar público


postado em 06/07/2018 16:20 / atualizado em 06/07/2018 16:37

(foto: Marcelo Ernesto/EM/DA Press)
(foto: Marcelo Ernesto/EM/DA Press)
No Mineirão, o público tenta driblar o sol muito quente que castiga os torcedores na esplanada do estádio. A expectativa dos organizadores é que 20 mil pessoas assistam a partida no local. Para o segundo tempo, a torcida mais que dobrou, desde o começo da disputa, válida pelas quartas de final da Copa do Mundo 2018.  Apesar disso, a animação e a esperança de que o Brasil siga na Copa é o sentimento marcante de quem está na esplanada do gigante da Pampulha.

(foto: Marcelo Ernesto/EM/DA Press)
(foto: Marcelo Ernesto/EM/DA Press)
A família Pereira, que veio de Santa Luzia, na Região Metropolitana de BH, mesmo com o seleção perdendo, segue animada. Segundo o Claudinei Pereira, o Brasil tem potencial. "Eu acho que vai ser apertado o placar, mas eu acredito que vamos conseguir reverter e partir para a prorrogação", disse ao lado da esposa, Fabiana Pereira, e das três filhas: Ana Clara, de 9 anos, Evellyn , de 6 anos, e Emilly de 2. A família chegou cedo e segue colada na frente do palco com a esperança de ver a seleção seguir na Copa e trazer o hexa.

Se na Savassi o público está espremido, no gigante da Pampulha há espaço de sobra, quadro diferente do observado nos jogos anteriores, em que houve lotação do espaço, os portões tiveram que ser fechados e uma confusão foi instaurada. O público, mesmo com o encaminhamento para o final da partida, ainda chega ao estádio.

Segundo a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), o evento de transmissão no Mineirão, que teve início às 13h, deve durar até as 19h. Após o confronto decisivo, transmitido por telões, o estádio oferece um show da dupla sertaneja Henrique & Diego. A expectativa também é curtir o show da dupla Henrique e Diego, que se apresenta após o jogo. 

*Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade