Publicidade

Estado de Minas

Evento para transmissão de Brasil x Bélgica tem entrada esgotada na Savassi

Polícia Militar orienta que torcedores evitem o quarteirão fechado onde há transmissão oficial da partida; capacidade era limitada a 2 mil pessoas


postado em 06/07/2018 14:30 / atualizado em 06/07/2018 15:38

Ver galeria . 6 Fotos Torcedores ainda percorrem as imediações do evento em busca de um ingresso; capacidade máxima foi alcançada às 14h30Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press
Torcedores ainda percorrem as imediações do evento em busca de um ingresso; capacidade máxima foi alcançada às 14h30 (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press )
Um dos locais preferidos do torcedor para acompanhar jogos da Copa do Mundo, o quarteirão fechado entre a Rua Paraíba e a Avenida Getulio Vargas, na região da Savassi, está com lotação máxima (duas mil pessoas). Com isso, não é mais permitida a entrada de interessados em acompanhar a partida entre Brasil e Bélgica, válida pelas quartas-de-final da Copa do Mundo. 

 

A orientação da Polícia Militar é que os torcedores evitem o local, em razão da lotação. "Quem ainda nao chegou à Savassi nem precisa vir, pois nao poderå assistir ao jogo'', alerta o major Orleans Dutra, vinculado à PM. A área está cercada por militares neste momento. 

O trânsito no sentido Bairro Santo Antonio ainda é pesado. Com o encerramento da entrada do público na área fechada com telão, muitas pessoas se dispersam à procura de outro lugar para ver o jogo. Mesmo assim, muitas pessoas ainda aguardam nas imediações do local à procura de uma entrada para o evento. 

 

Em razão da complicação, muitas pessoas fizeram de dois dos canteiros da Praça da Savassi uma especie de camarote. Caso das amigas Suelane Almeida, de 33 anos, e Aline de Souza, de 28. Elas nem tentaram entrar na área limitada do telão. Garantiram, desde cedo, um lugar na plataforma mais alta do canteiro. "Aqui é muito melhor. Vemos o jogo e a festa por cima. O camarote daqui é muito bom. Além disso, não tem muvuca e a van da PM está bem átras, garantindo a segurança", disse Aline. 

Outros torcedores, que não conseguiram entrar na area fechada da Savassi, se aglomeram no quarteirão da Rua Pernambuco entre Avenida Getulio Vargas e Rua Tomé de Souza, onde dois televisores de dois bares transmitem a partida. "Nao deu lá, vim pra cá. Vale é a festa, apesar de ainda estar perdendo", afirma a estudante Camila Dias, de 20 anos.

 

Confira, no vídeo abaixo, a movimentação no local:

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade