Publicidade

Estado de Minas

Confira como vão funcionar os ônibus durante jogo do Brasil, nesta sexta-feira, em BH

BHTrans publicou esquema especial para o dia do jogo contra a Bélgica, pelas quartas de final da Copa do Mundo 2018


postado em 04/07/2018 19:55 / atualizado em 04/07/2018 21:08

Estações poderão ter reforço antes e depois do jogo(foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)
Estações poderão ter reforço antes e depois do jogo (foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)
Com a Seleção Brasileira nas quartas de final da Copa do Mundo, uma operação especial de transporte coletivo será realizada nesta sexta-feira, dia em que o Brasil enfrenta a Bélgica, às 15h. Sobre o funcionamento, a BHTrans publicou, na noite desta quarta-feira, qual será o esquema adotado em Belo Horizonte durante a partida que garante vaga nas semifinais.

Conforme a autarquia, até as 11h59 os ônibus rodarão com com quadro de horários de dia útil. Entretanto, entre as 12h e as 14h59, segundo a empresa, haverá um reforço na frota para auxiliar o transporte para os lugares em que os torcedores assistirão ao jogo. Depois das 15h, o número de veículos nas ruas será reduzido.

As estações Barreiro, Diamante, São Gabriel, Pampulha, Venda Nova e Vilarinho, conforme demanda de passageiros, terão reforço antes e depois da partida. A BHTrans ressaltou, contudo, que acompanhará a operação para que os ajustes e adequações quanto à oferta de ônibus nas ruas ocorra conforme demanda dos passageiros. A autarquia sugere que o app SIU Mobile seja utilizado para que os usuários confiram o tempo estimado de espera pelas linhas e outras informações sobre o transporte na capital.

Mudança no horário de pico

Ainda segundo a BHTrans, o jogo da Seleção Brasileira faz com que o horário de pico na cidade seja alterado. Com a mudança dessa faixa, fica comprimida a concentração de veículos em um período menor de tempo. Para evitar transtornos, a autarquia orienta que os motoristas não fechem os cruzamentos – o que impede o tráfego normal e prejudica outras interseções.

*Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade