Publicidade

Estado de Minas

Família aguarda notícias de desaparecido há duas semanas em Belo Horizonte

Homem de 30 anos sumiu em 14 de junho depois de deixar a casa da mãe, no Bairro Tupi. Dona de casa disse que recebeu informações de que o filho teria sido visto no Bairro São Gabriel, mas até hoje não houve contato


postado em 29/06/2018 12:23 / atualizado em 29/06/2018 12:24

Jonathan saiu de casa em 14 de junho dizendo que voltaria, mas até hoje não apareceu(foto: Álbum de família/Divulgação)
Jonathan saiu de casa em 14 de junho dizendo que voltaria, mas até hoje não apareceu (foto: Álbum de família/Divulgação)
A família de Jonathan Daniel Batista da Silva, de 30 anos, aguarda notícias sobre o paradeiro do homem que foi visto pela última vez em 14 de junho, quando saiu da casa da mãe no Bairro Tupi, Norte de Belo Horizonte e não voltou mais. O caso foi registrado na Polícia Civil e mãe dele, Elizabeth Daniel das Graças Batista, de 51 anos, relata que recebeu informações de que o filho teria sido visto no Bairro São Gabriel, Nordeste de BH, mas até agora nada foi confirmado.

"Minha filha fez uma cirurgia no dia 12 de junho no Hospital Felício Rocho e teve alta no dia 14. Ele ficou os dois dias com a gente no hospital e quando chegamos em casa ele falou que ia dar uma saída e não voltou mais. Meu filho é uma pessoa muito calma e tranquila e eu espero que ele volte o mais rápido possível", diz a dona de casa.

Jonathan estava morando com a mãe no Bairro Tupi desde que se separou da ex-mulher, com quem morava em Ibirité, na Grande BH, e tem um filho de 4 anos. Ele está desempregado há cerca de dois meses.

O que mais preocupa Elizabeth é que Jonathan estava com sintomas de depressão. "Já procuramos em delegacias, hospitais e no Instituto Médico Legal (IML) e até agora nada. Espero que alguém que o ver nos mande notícias", diz ela.

De acordo com a Polícia Civil, o caso é investigado pela Delegacia Especializada em Localização da Pessoa Desaparecida. Qualquer informação sobre o paradeiro de Jonathan pode ser repassada ao telefone 0800-2828-197, número disponibilizado pela Polícia Civil para esse tipo de ocorrência.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade