Publicidade

Estado de Minas

Corpo de Bombeiros faz vistoria em postos de combustíveis

Segundo informações da corporação, 77% dos estabelecimentos vistoriados em todo o estado estão em situação regular. Não foram aplicadas multas aos estabelecimentos irregulares


postado em 06/06/2018 16:57 / atualizado em 06/06/2018 20:21

(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
O Corpo de Bombeiros realizou, na manhã desta quarta-feira, em todo o estado, mais uma operação “Alerta Vermelho”. Em Belo Horizonte, os militares vistoriaram cerca de 435 postos de combustíveis. Destes, apenas 37 estão em situação irregular.

De acordo com informações da corporação, cerca de 90% dos estabelecimentos comerciais vistoriados em BH estão em situação regular e têm o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documento que comprova que a edificação possui projeto de segurança contra incêndio e pânico aprovado pela corporação.

A medida teve caráter educativo e não foram aplicadas multas aos estabelecimentos irregulares. Segundo os bombeiros, não houve nenhum tipo de punição, já que não foram registrados casos iminentes de risco à população. Nessas situações, os militares poderiam aplicar sanções ao estabelecimento, como, por exemplo, a interdição do local.

Os bombeiros informaram que os postos com o AVCB vencido foram orientados a renová-lo. Segundo a corporação, parte deles, inclusive, já está em processo de liberação na Companhia de Prevenção e Vistoria. 

O principal objetivo da ação foi orientar os funcionários dos postos quanto às medidas de segurança contra incêndio e pânico. "Parte dessa categoria não tem conhecimento dos procedimentos e do uso dos equipamentos necessários para uma primeira resposta em casos de explosões e incêndios", disse a corporação.

No total, foram vistoriados 1.464 em 32 municípios. Destes, 327 estavam com situação irregular. Em contrapartida, 77% dos postos apresenta situação regular.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade