Publicidade

Estado de Minas

Em vistoria dos bombeiros, três em cada quatro comércios mineiros apresentam irregularidades

Realizada com caráter educativo, Operação Alerta Vermelho visitou 2.480 estabelecimentos comerciais espalhados por todas as regiões do estado


postado em 26/04/2018 19:25 / atualizado em 26/04/2018 20:10

Balanço final da Operação Alerta Vermelho registrou que 75% dos lugares têm algum tipo de irregularidade constatada pelas equipes de segurança(foto: Divulgação/4º BBM.)
Balanço final da Operação Alerta Vermelho registrou que 75% dos lugares têm algum tipo de irregularidade constatada pelas equipes de segurança (foto: Divulgação/4º BBM.)
Nesta quinta-feira, 798 militares do Corpo de Bombeiros, divididos em 299 equipes, saíram às ruas para vistoriar 2.480 estabelecimentos comerciais em Minas Gerais. Ao final dos trabalhos, classificados como Operação Alerta Vermelho, o balanço registrou que 75% dos lugares – três em cada quatro – têm algum tipo de irregularidade constatada pelas equipes de segurança.  No total, 55 municípios estiveram na mira da fiscalização, baseada nas diretrizes da Legislação Estadual de Prevenção Contra Incêndio e Pânico. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), a operação tem caráter educativo. Dessa maneira, as equipes indicam possíveis alterações, para que o empresário garanta a segurança do seu estabelecimento e se previna contra acidentes. Segundo informações do CBMMG, não houve qualquer tipo de punição, uma vez que nenhum caso de risco iminente foi averiguado. Nessas situações, os bombeiros podem aplicar sanções ao proprietário do local, como, por exemplo, a interdição do espaço. 

As limitações mais verificadas estiveram relacionadas à emergência. De acordo com o órgão, diversos comércios têm a saída de urgência bloqueada ou ausente, além de problemas de sinalização e iluminação dos trajetos. Outras barreiras foram a ausência dos extintores de incêndio e do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) – documento que comprova a regularidade de um espaço quanto aos requistos estabelicidos pelo CBMMG.

Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, as equipes se concentraram no Barreiro, onde 511 edificações foram vistoriadas. 

Cenário não evolui

Em dezembro de 2017, o Corpo de Bombeiros organizou uma operação semelhante a desta quinta-feira. Na ocasião, 74% dos estabelecimentos de 14 cidades mineiras apresentavam pendências. Ou seja, um ano depois, os dados de conscientização do empresário pouco se alteraram. 

Anualmente, são realizadas, em Minas Gerais, 55 mil vistorias de Segurança Contra Incêndio e Pânico pelo Corpo de Bombeiros. Dessas, 12 mil pertencem às Operações Alerta Vermelho. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade