Publicidade

Estado de Minas

Série de ataques faz prefeitura de Uberaba decretar situação de alerta

Com a medida, a administração municipal poderá realizar ações emergenciais em menor tempo, sem precisar de licitação. Um exemplo é a contratação de serviços de segurança armada para a proteção do patrimônio público


postado em 06/06/2018 14:02 / atualizado em 06/06/2018 20:34

Nesta quarta-feira, uma rádio da cidade foi atacada(foto: Zebu FM/Divulgação)
Nesta quarta-feira, uma rádio da cidade foi atacada (foto: Zebu FM/Divulgação)

A onda de ataques de criminosos em cidades mineiras está levando as autoridades a tomarem medidas extremas. Como é o caso da Prefeitura de Uberaba, na Região do Triângulo Mineiro, que decretou situação de alerta. O município é um dos principais alvos. Ônibus, caminhões de lixo e de empresa de abastecimento, e até a sede de uma rádio, foram incendiados. Com a medida, a administração municipal poderá realizar ações emergenciais em menor tempo, sem precisar de licitação. Um exemplo é a contratação de serviços de segurança armada para a proteção do patrimônio público.

A cidade vem sofrendo com os ataques desde domingo. O policiamento foi reforçado e os ônibus estão circulando com escolta. Mesmo assim, não impediu nova ações criminosas. Na madrugada desta quarta-feira, uma rádio da cidade foi alvo. O crime ocorreu pouco depois da meia-noite, quando duas garrafas de coquetel molotov foram arremessadas contra o imóvel da Zebu FM, que fica no Bairro Parque das Gameleiras. Vidros da porta de entrada foram destruídos.

Nessa terça-feira, quatro ataques foram registrados na cidade. No fim da manhã, um ônibus foi incendiado no Bairro Isabel do Nascimento. No início da tarde, mais um ataque foi registrado. Desta vez, o alvo foi um caminhão da coleta de lixo. Por volta das 14h30, os criminosos agiram novamente. Segundo a PM, aproximadamente 10 pessoas armadas com foices e outras armas obrigaram o motorista de um caminhão do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba (Codau) a sair. Em seguida, atearam fogo no veículo, na Avenida Canaã, no Bairro Marajó. Minutos depois, outro veículo da Codau foi atacado.

O prefeito de Uberaba, Paulo Piau, informou, em entrevista coletiva, que o transporte público vai continuar a rodar.  “Os ônibus sairão com policiamento, portanto vamos atender até que a polícia detenha o vandalismo e que isso cesse. Claro que isso precariza o funcionamento do transporte, mas os motoristas também têm direito à sua segurança. Os cidadãos não ficarão sem transporte”, disse.

Piau disse, ainda, que cobrou ações rápidas na cidade. “Esperamos nesse momento que as Polícias, Militar, Civil e Federal, possam agir, e pedimos muito o apoio do Ministério Público e da Justiça, para que uma vez preso não soltem esses suspeitos. A situação é de alerta e precisa ser tratada como tal. Encaminhamos ofícios, inclusive, ao governador e ao Presidente da República, reforçando que é preciso existir uma ação rápida para coibir esta violência e este vandalismo que acontece não só em Uberaba, mas em diversos pontos do estado de Minas Gerais”, completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade