Publicidade

Estado de Minas

Empresas de ônibus de BH querem parcelar salários; rodoviários convocam reunião

Em comunicado divulgado na tarde desta terça-feira, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) informou que pretende negociar o escalonamento dos pagamentos. A entidade que representa os trabalhadores diz que não foi avisada sobre a medida


postado em 05/06/2018 14:49 / atualizado em 05/06/2018 16:01

Possível parcelamento de salários dos trabalhadores foi divulgado nesta terça-feira pelo Setra(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Possível parcelamento de salários dos trabalhadores foi divulgado nesta terça-feira pelo Setra (foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)

Os funcionários das empresas de ônibus de Belo Horizonte podem ter os seus salários parcelados. Pelo menos é o que cogitam as empresas. Em comunicado, divulgado na tarde desta terça-feira, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) informou que pretende negocia o escalonamento dos pagamentos. Porém, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte e Região Metropolitana (STTRBH) negou que tenha sido comunicado e convocou uma reunião de urgência para discutir a situação.

A justificativa para realizar o escalonamento dos salários, segundo SetraBH, foi a falta de combustível nas cidades devido a paralisação dos caminhoneiros. De acordo com a classe, a falta de combustíveis provocou um desequilíbrio econômico e financeiro no sistema de transporte coletivo urbano na capital mineira. Por isso, “se viu obrigado a iniciar processo de negociação com o Sindicato dos Rodoviários de Belo Horizonte e Região com vistas ao escalonamento do pagamento dos operadores do sistema referente ao mês de maio”.

“A medida tem por objetivo afastar a iminência de colapso no sistema de transporte de Belo Horizonte”, completou o sindicato.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte e Região Metropolitana (STTRBH) afirma que foi pêgo de surpresa pela informação. “Ficamos sabendo desta informação por meio da imprensa. Não houve nenhuma conversa”, explicou Luciano Gonçalves, assessor de comunicação da entidade. “Não foi oficializado ainda. Esperamos que o Setra possa fazer qualquer tipo de comunicação ainda hoje. A expectativa é que o salário seja quitado amanhã (quarta-feira) como determina a nossa convenção”, completou.

Uma reunião foi convocada pela STTRBH ainda na tarde desta terça-feira para discutir a situação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade