Publicidade

Estado de Minas

"Tem anos que eu não andava de bike", diz trabalhador sem combustível em BH

Restaurador de chaminés tirou a bicicleta do armário com a falta de combustíveis, mas ainda não consegue prestar os serviços habituais


postado em 28/05/2018 11:08 / atualizado em 28/05/2018 12:18

Mauro Ribeiro está usando a bicicleta para pequenos deslocamentos e aguarda a volta do abastecimento de combustível (foto: Paulo Filgueiras/ EM/ D.A Press)
Mauro Ribeiro está usando a bicicleta para pequenos deslocamentos e aguarda a volta do abastecimento de combustível (foto: Paulo Filgueiras/ EM/ D.A Press)
O principal impacto para a população de Belo Horizonte com a paralisação dos caminhoneiros é visto na distribuição dos combustíveis. Com oferta praticamente zero de etanol, gasolina e diesel nos postos da cidade, uma opção que ajuda nos deslocamentos prejudicados pela falta de combustível é a bicicleta. 

O restaurador de chaminés industriais Mauro Ribeiro da Silva, de 52 anos, não tem gasolina no carro e, por isso, já está há uma semana sem prestar o serviço que é especializado. Mas para pequenos deslocamentos, como uma ida ao banco, ele resgatou a bicicleta do filho. 

“Moro no João Pinheiro e vou ao banco no Coração Eucarístico (ambos na Região Noroeste). Tinha anos que eu não andava de bike. Não tenho nada de gasolina, então esse é o jeito. Ontem, fui a pé para a igreja”, diz ele.

Sem insumos para venda, postos na Via Expressa estão fechados para os clientes e apenas funcionários têm acesso aos estabelecimentos(foto: Paulo Filgueiras/ EM/ D.A Press)
Sem insumos para venda, postos na Via Expressa estão fechados para os clientes e apenas funcionários têm acesso aos estabelecimentos (foto: Paulo Filgueiras/ EM/ D.A Press)
Sem combustível para venda, os postos da capital estão fechados nesta segunda-feira, mas os frentistas permanecem nos estabelecimentos aguardando uma possível chegada de caminhões-tanque para reabastecimento. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade