Publicidade

Estado de Minas

Detran está fechado, mas exames de direção estão mantidos nesta segunda-feira

Medida respeita o ponto facultativo em Minas Gerais, decretado por Fernando Pimentel neste domingo, motivado pela greve dos caminhoneiros


postado em 28/05/2018 08:22 / atualizado em 28/05/2018 09:44

Fachada do prédio do Detran, na Avenida João Pinheiro, Centro-Sul de Belo Horizonte (foto: Alexandre Guzanshe/ EM/ D.A Press)
Fachada do prédio do Detran, na Avenida João Pinheiro, Centro-Sul de Belo Horizonte (foto: Alexandre Guzanshe/ EM/ D.A Press)

Unidades do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran) estão fechadas nesta segunda-feira, em que foi decretado ponto facultativo pelo governador do estado, Fernando Pimentel (PT). Os exames de direção veícular, no entanto, foram mantidos. Já as clínicas credenciadas para relização de exames de vista e psicotécnico não foram contempladas no decreto e o funcionamento é opcional.

Apenas a Coordenação de Operações Policiais (COP) do departamento está com funcionamento integral nesta segunda-feira. As clínicas credenciadas ao Detran para realização de exames de vista e psicotécnicos não estão dentro do decreto e o funcionamento é opcional.

A medida anunciada neste domingo por Pimentel é devido à falta de combustível e ao desabastecimento causado pela greve dos caminhoneiros. No decreto que tornou o ponto facultativo no estado na sexta-feira, somente os serviços de saúde foram resguardados da medida. 

Para esta segunda-feira, a lista foi ampliada. “Ficam ressalvados os serviços de natureza médico-hospitalar, segurança pública, Unidades de Atendimento Integrado (UAI) e Fundação TV Minas Cultural e Educativa, considerados imprescindíveis”, diz a publicação assinada pelo governador Fernando Pimentel. 

BH 

Em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) também decretou ponto facultativo, ainda no sábado, também motivado pela greve. 

“Em razão do risco de desabastecimento de combustível no município, o prefeito de Belo Horizonte decretou ponto facultativo nesta segunda, dia 28 de maio”, informou a prefeitura por meio de nota. 

O texto informa ainda que a administração municipal estuda a decretação de calamidade pública em Belo Horizonte. A medida será discutida hoje em reunião marcada para às 10h.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade