Publicidade

Estado de Minas

Caminhoneiro tenta convencer motorista a aderir à paralisação e é atropelado

Manifestante teve a perna quebrada e foi levado para um hospital de Juiz de Fora. Minas Gerais tem 35 trechos interditados pelos protestos


postado em 22/05/2018 17:56 / atualizado em 22/05/2018 18:33

(foto: Fernando Priamo/Tribuna de Minas)
(foto: Fernando Priamo/Tribuna de Minas)
No segundo dia de protestos contra o preço dos combustíveis, um caminhoneiro foi atropelado nesta tarde em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, ao tentar convencer outro motorista a aderir à paralisação. O acidente aconteceu no trevo da BR-040, próximo à Avenida JK, na Barreira do Triunfo. Os manifestantes pedem a retirada dos encargos tributários sobre o diesel e criticam o ajuste diário dos preços do combustível que, segundo eles, dificulta o planejamento do frete.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o manifestante subiu na janela de um caminhão que passava pela via para conversar com o motorista. No entanto, o motorista do veículo que transitava na BR-040 acelerou, empurrando a mão do homem que protestava. A roda do caminhão passou sobre a perna do manifestante, que precisou ser levado para o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, em Juiz de Fora, onde faria uma cirurgia. Ele quebrou a perna.

O Corpo de Bombeiros informou que foi acionado, mas, assim que chegou ao local, a vítima já havia sido socorrida pelas viaturas da Companhia de Concessão Rodoviária Juiz de Fora-Rio de Janeiro (Concer), que confirmou a ocorrência. Do país, Minas Gerais é o estado que tem o maior número de interdições: 35.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade