Publicidade

Estado de Minas

Tiros assustam moradores próximo à academia na Pampulha

A ocorrência aconteceu na Avenida dos Engenheiros. Várias viaturas da Polícia Militar (PM) e Polícia Civil estão na região. Uma pessoa foi presa


postado em 22/05/2018 13:32 / atualizado em 22/05/2018 18:16

Testemunhas contaram que o suspeito tentou fugir em um carro, mas bateu em uma árvore(foto: Reprodução / WhatsApp)
Testemunhas contaram que o suspeito tentou fugir em um carro, mas bateu em uma árvore (foto: Reprodução / WhatsApp)

Moradores e frequentadores de uma academia no Bairro Castelo, na Região da Pampulha, ficaram apavorados devido a tiros disparados no fim da manhã desta terça-feira. A ocorrência aconteceu na Avenida dos Engenheiros, durante uma ação da Polícia Civil para prender uma integrante de uma quadrilha especializada em crimes patrimoniais.

A funcionária de um comércio próximo ao local, que não quis se identificar, afirma que houve correria na região. “A gente estava trabalhando, próximo a academia. Como é tudo de vidro, vimos dois homens discutindo. Uma colega minha até falou: 'olha, eles estão brigando'. Mas, a gente achou que não era nada. Depois, ouvimos o tiros, e um monte de gente correndo”, disse.

A testemunha contou que o tumulto se iniciou dentro da academia. Um policial à paisana teria abordado um homem que estava sendo investigado. “O que ficamos sabendo é que um policial à paisana deu voz de prisão dentro da academia, e o homem tentou fugir. Ele correu para pegar o carro  e bateu em uma árvore. Depois desceu correndo”, contou. “O policial entrou em outro veículo e foi atrás, e conseguiu prendê-lo”, completou.

Testemunhas que estavam próximo ao local relataram que foram ouvidos ao menos seis disparos por volta das 11h.

De acordo com a Polícia Civil, a confusão aconteceu durante um cumprimento de mandado de prisão em desfavor do homem, que não teve o nome divulgado. Ele já estava sendo monitorado há seis meses e pertence a uma organização criminosa especializada em delitos patrimoniais. A corporação não informou quais seriam esses delitos. Testemunhas ouvidos pelo em.com.br contaram que seria crimes ligados a bancos. Mas, a informação não foi confirmada e nem negada pela polícia.

Durante a ação, ainda segundo a Polícia Civil, o alvo percebeu a presença dos policiais e tentou fugir. Porém, acabou detido e encaminhado para a delegacia responsável pela investigação. Ele faz parte de uma quadrilha que já está sendo investigada. Mandados de prisões contra outros integrantes do grupo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade