Publicidade

Estado de Minas

Além do frio, baixa umidade deixa Belo Horizonte em estado de atenção

Defesa Civil emitiu um alerta nesta segunda-feira para baixos índices de umidade até a próxima quarta-feira. Os parâmetros devem ficar próximos a 30%, o que é considerado estado de atenção pela Organização Mundial de Saúde (OMS)


postado em 21/05/2018 14:56 / atualizado em 21/05/2018 17:56

Belo Horizonte teve recorde de frio nesta segunda-feira(foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)
Belo Horizonte teve recorde de frio nesta segunda-feira (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)

Moradores de Belo Horizonte devem se preparar para o frio, mas também tomar cuidados com o tempo seco. A baixa umidade deve ficar próximo a 30%, o que é considerado estado de atenção e pode provocar danos à saúde. Os índices devem permanecer baixos até, ao menos, quarta-feira. Por isso, a Defesa Civil da capital mineira emitiu um alerta. Os termômetros também vão continuar a marcar temperaturas baixas na cidade, que teve recorde o dia mais gelado do ano nesta segunda-feira. No Sul de Minas, houve geada em alguns municípios.

Belo Horizonte deve ficar com o tempo seco principalmente durante as tardes. Os índices devem ficar abaixo de 30%. Hoje, por volta das 15h, o índice cehgou a 21% na Pampulha. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o índice entre 21% e 30% como estado de atenção; entre 12% e 20%, de alerta, e abaixo de 12%, estado de emergência. O índice considerado ideal é 60%. A situação deve melhorar durante a semana. “Vai aumentar gradualmente durante a semana. Devido ao enfraquecimento da massa polar, devemos ter mais umidade até quarta”, explicou o meteorologista Jorge Moreira, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Com o tempo seco, o período recomendado para a prática de atividades físicas é antes das 10h e após as 17h. Outras orientações são usar roupas leves, fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras, além de usar sombrinha ou guarda-chuva para andar nas ruas no período mais quente. A hidratação deve ser reforçada para as crianças, com a ingestão de bastante líquido. Os idosos também exigem atenção, pois são suscetíveis a problemas respiratórios. Para reduzir as consequências do clima seco, a receita é investir na hidratação, consumindo muitos líquidos e lavando o nariz com soro fisiológico, além de hidratar a pele.

Ver galeria . 10 Fotos Geada em Monte Verde, no Sul de Minas, onde temperatura chegou a 1,6 grau negativoRicardo Cozzo/Divulgação
Geada em Monte Verde, no Sul de Minas, onde temperatura chegou a 1,6 grau negativo (foto: Ricardo Cozzo/Divulgação )


Frio continua


A temperatura em Minas Gerais vem caindo desde o fim de semana. O motivo é uma massa de ar polar que chegou ao estado. “Antes da massa, passou uma frente fria, o que ocasionou chuva em Belo Horizonte. Em seguida, a entrada do ar frio. Como o céu ficou limpo durante a noite, houve a perda de radiação na noite, o que fez a temperatura cair rapidamente”, disse Jorge Moreira.


Nesta segunda-feira, a capital mineira registrou a menor temperatura do ano. Os termômetros marcaram 8,7 ºC. No interior do estado não foi diferente. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) dão conta que a menor temperatura registrada foi em Monte Verde, no Sul de Minas, com -1,6 ºC. Em Maria da Fé, na mesma região, a temperatura foi de 0,1 grau negativo. Algumas cidades tiveram geada. A vegetação, devido ao frio, mudou da tradicional cor verde, para o branco. A situação deve continuar nos próximos dias. “O frio deve permanecer até quarta-feira, principalmente com noites frias. Há risco de geadas em pontos isolados, principalmente Monte Verde e Maria da Fé”, disse o especialista.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade