Publicidade

Estado de Minas

Cinco presos morrem enforcados em penitenciária de Uberaba

Quatro casos foram registrados na última segunda-feira e, o mais recente, na madrugada desta segunda-feira. Conflito entre facções pode ser a causa das mortes


postado em 21/05/2018 13:22 / atualizado em 21/05/2018 13:36

A morte de cinco presos por enforcamento desde a semana passada dentro de uma penitenciária em Uberaba, no Triângulo Mineiro, está sendo investigada administrativamente pela Secretaria de Administração Prisional de Minas Gerais (Seap/MG). 

Os casos ocorreram na Penitenciária Professor Aluízo Ignácio de Oliveira. A morte mais recente, registrada na madrugada desta segunda-feira, foi do detento Edmar Aparecido de Oliveira, de 49 anos. O corpo de Edmar, que estava preso desde março de 2017, foi encontrado dentro de uma cela e com uma corda de lençol amarrada no pescoço. 

Os outros registros foram no último dia 14, quando quatro presos foram encontrados nas mesmas condições em uma ala do presídio. Possível causa para as mortes é um conflito entre diferentes facções. 

A Seap informou que apura as quatro mortes administrativamente. Conforme a pasta, não houve nenhum pedido dos presos para serem encaminhados ao “seguro”, uma cela em que ficam os presos ameaçados. 

O Ministério Público e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, de acordo com a secretaria, também estão acompanhando as investigações sobre os registros de mortes. 
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Regina Werneck 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade