Publicidade

Estado de Minas

Minas tem Dia D de vacinação contra a gripe neste sábado

Segundo SES-MG, 30% da população do estado está vacinada. Neste sábado, salas de imunização funcionarão a partir das 9h, com meta de imunizar cinco milhões de pessoas


postado em 09/05/2018 17:25 / atualizado em 09/05/2018 18:13

(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Com o objetivo de vacinar cinco milhões de pessoas, Minas Gerais, assim como outros estados brasileiros, terá, neste sábado, o Dia D de vacinação contra a gripe. A meta da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) é que 90% do público-alvo receba a dose trivalente, que protege contra três tipos de Influenza: H3N2, H1N1 e B. A campanha nacional começou no dia 23 de abril e vai até 1º de junho. Para vacinar, é necessária a apresentação do cartão de vacina no dia.

Na capital mineira, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) e a SES-MG promoverão a vacinação no Centro de Saúde do Bairro Camargos, Região Noroeste, a partir das 9h. Em todo o estado, salas de imunização das Unidades Básicas de Saúde (UBS) ficarão abertas à população que pretende receber a vacina contra o vírus. Em todo o estado, a cobertura vacinal, de acordo com o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização (SIPNI), está em 30,55%.

De acordo com a pasta, este ano o público-alvo da campanha são pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a menores de 5 anos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, trabalhadores de saúde, povos indígenas, pessoas com doenças crônicas, professores da rede pública e particular, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

É possível, no entanto, colaborar para que o vírus não seja propagado. Ao tossir e espirrar, deve ser usada a parte interna dos braços para tampar o rosto, as pessoas devem utilizar lenços descartáveis, evitar locais com aglomeração, deixar o ar circular principalmente no inverno e em dias frios, não se automedicar, não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos e pratos, e diante de qualquer sintoma devem procurar um posto de saúde.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade