Publicidade

Estado de Minas

Grupo suspeito de assaltos a motoristas de aplicativos é preso em BH

O bando atacava as vítimas na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. As apurações vão seguir para tentar identificar e prender outros membros do grupo


postado em 28/03/2018 19:19 / atualizado em 28/03/2018 19:29

Quadrilha foi presa em operação conjunta entre as polícias Civil e Militar(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Quadrilha foi presa em operação conjunta entre as polícias Civil e Militar (foto: Polícia Civil/Divulgação)

Investigação desencadeada devido ao aumento de roubos contra motoristas de aplicativos levou para cadeia uma quadrilha especializada neste tipo de crime. Cinco pessoas foram detidas durante uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar. O bando atacava as vítimas na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. As apurações vão seguir para tentar identificar e prender outros membros do grupo.

Entre fevereiro e março deste ano, foi identificado um aumento no número de assaltos contra condutores de veículos de aplicativos. Por isso, uma apuração conjunta entre as polícias Civil e Militar foi iniciada. “Começamos uma intensa investigação no sentido de identificar esses autores. Houve troca de informações entre as polícias e nós conseguimos identificar ao menos cinco indivíduos que residem na Vila Acaba Mundo, e que estavam atuando na região”, afirmou a delegada Cláudia da Proença Marra.

Segundo a delegada, o grupo agia sempre da mesma forma. Solicitavam as viagens até determinado ponto, e no retorno passavam por locais ermos na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, onde anunciavam o assalto. “Esses indivíduos solicitavam uma corrida por meio de aplicativos para o Bairro Serra, e lá adquiriam droga. Pediam o retorno para a Vila Acaba Mundo. Porém, no trajeto de volta,  mudavam e acabavam desembocando em vias ermas da região dos bairros Comiteco e Mangabeiras, onde anunciavam o assalto. Deste local, que era propício para uma fuga, voltavam para a região do Acaba Mundo”, explicou.

Os indivíduos foram identificados e mandados de prisão temporária foram expedidos pela Justiça. Na última sexta-feira, uma operação conjunta entre as polícia Civil e Militar terminou com os cinco homens presos. “Foram quatro no momento da ocupação, no Acaba Mundo, e um menor apreendido em Mateus Leme. Não teve resistência, foram encontrados no próprio aglomerado. A operação foi desencadeada exatamente no início da manhã na residência de cada um deles”, disse o tenente-coronel Fábio Almeida. As prisões foram convertidas para preventiva.

Nas investigações, foi identificado que o grupo sempre agia com três a quatro integrantes durante os assaltos. Eles roubavam telefones celulares, dinheiro, entre outros pertences, como bonés e tênis. Algumas vítimas reconheceram os autores presos. “Vamos continuar as apurações no sentido de identificar os demais. Temos notícias de envolvimento de mais pessoas”, indicou a delegada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade