Publicidade

Estado de Minas

Creche é arrombada e 250 alunos ficam sem aulas na Pampulha, em BH

Criminosos levaram apenas um ventilador e cadeiras da unidade. Estudantes devem retomar à rotina habitual nesta quarta-feira


postado em 27/03/2018 11:10 / atualizado em 27/03/2018 14:43

O arrombamento de uma creche durante a madrugada suspende as aulas de cerca de 250 alunos nesta terça-feira no Bairro Suzana, na Região da Pampulha. Direção da instituição informou que assaltos são recorrentes na unidade, localizada na Rua Cajuí.

Em entrevista ao Estado de Minas, a presidente da Creche Patati Patatá - Rosemary Maria de Jesus, de 50 anos, contou que o arrombamento foi descoberto quando uma professora e a cozinheira da unidade chegaram para trabalhar, por volta de 7h. 

O portão da creche estava aberto, algumas salas e o refeitório foram revirados. “A única coisa que demos falta foi de um ventilador e de algumas cadeiras que estavam no pátio. A porta do refeitório também foi arrombada, mas, até então, ainda não notamos nada”, disse. 

Em 2017, a creche foi arrombada outras duas vezes. “Só ano passado foram dois arrombamentos e aí furtaram o botijão de gás em uma das vezes. Na outra eles tentaram levar uma Kombi da creche e acabaram estragando o motor e ela está parada até hoje”, explicou Rosemary. 

A creche atende cerca de 150 crianças, de 2 a 5 anos. Outros 100 estudantes da unidade, de 6 a 14 anos, fazem parte de um projeto de escola integrada da Prefeitura de Belo Horizonte e estão matriculados em cursos profissionalizantes que ocorrem na estrutura da creche. 

Todos os estudantes estão com aulas suspensas nesta terça-feira, até que os danos sejam contabilizados. A Secretaria Municipal de Educação (Smed) informou que a creche é de iniciativa privada, mas que recebe verbas da prefeitura por estar incluída na rede convenidada.
 
Ainda conforme a pasta, a aplicação dos recursos e a administração da instituição não é responsabilidade da prefeitura, que só intervém em situações extremas que possam suspender aulas por longo período ou colocar a vida de alunos em risco. 
 
A Polícia Militar foi ao local, mas a ocorrência ainda está em andamento. Peritos da Polícia Civil também foram à creche nesta manhã. Nenhum suspeito foi preso até a publicação desta matéria. 
 
*Sob supervisão do editor Benny Cohen
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade