Publicidade

Estado de Minas

Alunos de escola estadual fecham Rua Jacuí por melhores salários para os professores

Estudantes do terceiro ano do ensino médio mobilizaram outros alunos e pedem maior valorização dos educadores, além de condições melhores para a educação em geral


postado em 27/03/2018 08:45 / atualizado em 27/03/2018 08:53

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS)
Alunos da Escola Estadual Flávio dos Santos, que fica no Bairro Floresta, Região Leste de Belo Horizonte, fecham a Rua Jacuí, no cruzamento com a Avenida Cristiano Machado, pedindo maior valorização dos professores na manhã desta terça-feira.

Segundo alunos e professores, o grupo pede melhores salários para os educadores e também se manifesta por melhores condições para a educação. O aluno Weverton de Oliveira Leite, do terceiro ano do ensino médio, diz que o combinado com a Polícia Militar é o fechamento durante dois ciclos de semáforo seguido da abertura para o tráfego, e assim sucessivamente até às 10h, conforme previsão dos estudantes.

Uma professora explicou que, por maioria, os educadores resolveram não aderir à greve geral da categoria e por isso os alunos encamparam o pleito dos professores. Eles pedem principalmente a valorização dos salários, que não foram reajustados pelo governo de Minas conforme estava previsto em lei, além do pagamento do 13º, que foi dividido pelo estado por conta da crise financeira.

A manifestação impacta no trânsito da região, que flui com lentidão no trecho. Os estudantes fecham o fluxo apenas da Rua Jacuí e não bloqueiam a passagem dos carros na Cristiano Machado embaixo do viaduto que leva ao Túnel da Lagoinha. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade