Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil prende três homens suspeitos de tráfico na Zona da Mata mineira

Mulher também foi presa, mas assinou termo se comprometendo a responder à Justiça. Operação 'Puro Sangue' durou cerca de dois meses


postado em 23/03/2018 18:10 / atualizado em 23/03/2018 18:37

Ao todo, cinco pessoas foram levadas à delegacia. Três foram presas(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Ao todo, cinco pessoas foram levadas à delegacia. Três foram presas (foto: Polícia Civil/Divulgação)
A Polícia Civil desarticulou nessa quinta-feira uma quadrilha que vendia drogas em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Segundo a corporação, três homens, de 21, 25 e 29 anos foram presos pelo envolvimento no caso. A operação, que durou cerca de dois meses, recebeu o nome de "Puro Sangue", em referência ao investimento em cavalos, feito pelo suspeito tido como líder do grupo.

Segundo Rogério Woyame, delegado responsável pelo caso, com o provável articulador do tráfico – o mais velho da quadrilha –, foram apreendidos dois carros de luxo e anotações referentes à venda das drogas. Em seu sítio, os policiais também encontraram ligação entre o investigado e aplicações monetárias em cavalos de raça, supostamente utilizada para lavagem de dinheiro proveniente do tráfico.

Além dos suspeitos, os policiais conduziram à delegacia um homem de 28 anos por uma suposta associação com a quadrilha, liberado após ser ouvido, e uma mulher, namorada de um dos investigados. Ela, enquanto os policiais cumpriam os mandados de busca, teria dispensado uma espingarda de pressão nos fundos de casa e sido presa pelo crime de desobediência. A arma também foi apreendida pelos policiais civis.

*Sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade