Publicidade

Estado de Minas

Cratera se abre ao lado do Viaduto Santa Tereza

Buraco fechou a pista lateral do viaduto, ao lado do Parque Municipal. Um segundo buraco, menor, está aparente na calçada ao lado da passagem


postado em 20/03/2018 07:38 / atualizado em 20/03/2018 11:05

Um buraco de grandes proporções fechou a pista lateral ao Viaduto Santa Tereza, que liga a Rua da Bahia à Avenida dos Andradas, no Centro de Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira. A capa de asfalto cedeu e revelou uma grande erosão subterrânea, cujas causas são desconhecidas, segundo funcionários da empresa Tamaracá, que presta os serviços de manutenção para a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap).

Segundo a BHTrans, o buraco surgiu na segunda-feira. O ponto está sinalizado. Os trabalhadores aguardaram a chegada de uma máquina para abrir mais o buraco e descobrir a origem do problema. Por volta das 8h, não havia grandes impactos ao tráfego, já que a interdição é apenas da pista lateral ao viaduto que fica colada ao Parque Municipal Américo Renné Giannetti. 

O melhor desvio para os motoristas que estiverem na Avenida Afonso Pena, na Rua dos Tamoios ou na Rua da Bahia e quiserem acessar a Avenida dos Andradas em direção à Região Leste da capital é a Rua Espírito Santo, entrando a direita na Rua dos Tupinambás para depois chegar na Andradas e retomar o caminho previsto inicialmente.

Um segundo buraco, menor,  também está aparente na calçada ao lado do viaduto no mesmo ponto onde no fim do ano passado uma grande cratera mobilizou a Prefeitura de BH. A cratera tinha aproximadamente 3 metros de diâmetro.

Ver galeria . 12 Fotos Cratera se formou na pista entre o Parque Municipal e o Viaduto Santa Tereza, no Centro. Outro buraco se abriu na calçada ao lado do viaduto Paulo Filgueiras/EM/DA Press
Cratera se formou na pista entre o Parque Municipal e o Viaduto Santa Tereza, no Centro. Outro buraco se abriu na calçada ao lado do viaduto (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press )


Por meio da Gerência de Infraestrutura Urbana da Regional Centro-Sul, a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura informou que a previsão é de que o reparo no local da cratera deve ser concluído nesta semana, mas o prazo depende das condições climáticas. “A erosão foi provocada pelo grande volume de chuva na última sexta-feira. Essa cratera não tem relação com a que se abriu na mesma área em dezembro de 2017. São pontos diferentes”, diz a nota. 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade