Publicidade

Estado de Minas

Risco de desabamento provoca interdição da BR-356 no Belvedere

Segundo BHTrans, duas faixas foram fechadas entre as ruas Professor Rodrigues Seabra e Medusa, no sentido Rio de Janeiro. Defesa Civil encontrou problemas na contenção do local que ameaça, inclusive, residências abaixo do muro


postado em 14/03/2018 12:10 / atualizado em 14/03/2018 16:54

Ver galeria . 6 Fotos Segundo BHTrans, duas faixas foram interditadas entre as ruas Professor Rodrigues Seabra e Medusa, no sentido Rio de Janeiro. Defesa Civil encontrou problemas na contenção do local que ameaça, inclusive, residências abaixo do muroPaulo Filgueiras/ EM/ D.A Press
Segundo BHTrans, duas faixas foram interditadas entre as ruas Professor Rodrigues Seabra e Medusa, no sentido Rio de Janeiro. Defesa Civil encontrou problemas na contenção do local que ameaça, inclusive, residências abaixo do muro (foto: Paulo Filgueiras/ EM/ D.A Press )

O abatimento de um trecho do asfalto na BR-356, entre os bairros Belvedere e Santa Lúcia, Centro-Sul de Belo Horizonte, interrompe o tráfego de veículos em duas faixas no sentido Rio de Janeiro, entre o trevo do Belvedere e a Rua Medusa, onde ficam um supermercado, uma concessionária de veículos e um posto de gasolina.
 
Por causa do problema, a Defesa Civil municipal informa que 15 casas de famílias que moram abaixo do muro de contenção da rodovia correm riscos e foram interditadas. Os moradores foram encaminhados para o programa Bolsa Moradia - em que a PBH arca com os custos do aluguel - e orientados a se abrigarem na casa de familiares. 

A BHTrans informou que foi notificada do problema na noite desta terça-feira e que a recuperação do solo no local deve durar pelo menos quatro dias. Enquanto a interdição perdurar, a autarquia informou que o tráfego fluirá apenas em duas faixas. 

A Defesa Civil de Belo Horizonte informou que há um “abatimento na via e que há indícios de movimentação de parte da cortina atirantada (barreira de concreto vertical que dá sustentação a encostas)”. 

Técnicos do órgão e da Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel) estiveram no local nesta manhã e notificaram moradores que têm casas abaixo das barreiras de concreto e fizeram a retirada de famílias expostas aos riscos. 

Ainda conforme a Defesa Civil, o Departamento de Estradas Edificações e Rodagens de Minas Gerais (DEER/MG) foi avisado do problema. Em nota, o DEER informou que técnicos da autarquia compareceram à BR-356, na altura do trevo do Bairro Belvedere, nesta terça-feira, 13/03, para vistoriar as condições da pista a respeito de possível abatimento. "No mesmo dia, o DEER/MG selou as trincas apresentadas no pavimento", conforme o departamento.

Segundo o órgão, estudos de sondagem para avaliação do terreno serão iniciados imediatamente para definir o tipo de intervenção que será realizada no local, levando em conta a segurança das pessoas que moram nas proximidades e dos usuários da via.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade