Publicidade

Estado de Minas

Cratera se abre em viaduto do Anel Rodoviário e provoca congestionamento

Trânsito no sentido Rio de Janeiro está sendo desviado pela marginal. Via 040 apura o caso e inicia obras de reparação


postado em 12/03/2018 16:44 / atualizado em 12/03/2018 19:44

Ver galeria . 9 Fotos Cratera se abre no Anel Rodoviário, próximo ao Bairro Califórnia, Região Noroeste de BHPMRv/Divulgação
Cratera se abre no Anel Rodoviário, próximo ao Bairro Califórnia, Região Noroeste de BH (foto: PMRv/Divulgação )
Uma cratera se abriu no Anel Rodoviário, na altura do Bairro Santa Maria, na Região Noroeste de Belo Horizonte, no trecho em que a via passa por cima da Via Expressa, no sentido Rio de Janeiro. De acordo com informações da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), a Via 040 – concessionária responsável pelo trecho – já está no local para apurar o ocorrido e iniciar as obras de reparação. A corporação alerta que condutores devem evitar a região.

Segundo o tenente Pendro Henrique Barreiros, comandante do policiamento do Anel Rodoviário, o congestionamento devido ao incidente já chega ao Bairro São Francisco, na Região da Pampulha, na altura do km 468. "Um desvio já foi feito próximo ao Bairro Califórnia, para que os veículos que estão na faixa principal passem para a marginal e possam sair do Anel. A parte em que o asfalto cedeu está fechada e a concessionária está no local para início das obras", informou o tenente.

A Via 040 também recomendou, por volta das 16h, que os motoristas buscassem rotas alternativas e informou que a pista estava parcialmente interditada para os reparos emergencias. "A avaliação técnica preliminar aponta necessidade de reparo exclusivamente no pavimento da pista", explicou.

Para tentar agilizar a liberação da pista, uma força-tarefa foi montada pela Via 040, com a atuação de 25 homens na manutenção. Tratores e caminhões tamparam a cratera com terra. “O trabalho será realizado de forma ininterrupta, inclusive durante a madrugada, para que o tráfego seja liberado no menor tempo possível”, afirmou a empresa sem dar um prazo total para a liberação da via. “A causa do problema foi volume atípico de chuvas, entretanto, cabe ressaltar que o afundamento no asfalto aconteceu fora da estrutura do viaduto”, finalizou.

Os reflexos do incidente já atingem outros pontos da cidade. De acordo com a Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), as Avenidas Tancredo Neves, Ivaí, Abílio Machado e a Rua Pará de Minas, todas na Região Noroeste, têm trânsito lento por conta dos desvios. Além dessas vias, o trânsito segue intenso também na Avenida Carlos Luz, também devido à abertura da cratera no Anel.




*Sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade