Publicidade

Estado de Minas

Pane elétrica atrasa voo que seguia para Belo Horizonte

O problema provocou a perda de conexão de um grande número de passageiros, inclusive quatro mineiros, que deveriam estar no voo 2581, para Belo Horizonte, que seguiu viagem às 8h


postado em 14/02/2018 14:32

Uma pane elétrica causou problemas para os passageiros do voo 5077, da Azul, com destino a Recife, no Aeroporto Castro Pinto, em João Pessoa. O problema provocou a perda de conexão de um grande número de passageiros, inclusive quatro mineiros, que deveriam estar no voo 2581, para Belo Horizonte, que seguiu viagem às 8h.

O avião, um bimotor turbo hélice deveria ter levantado voo às 6h25. O comandante tentou correr a pista, mas o avião não tinha força e, ao mesmo tempo, a luz de alerta do painel acendeu e este abortou a decolagem.

A aeronave retornou para o ponto de partida para ser consertado, o que foi feito com os passageiros dentro do avião, com todos tendo de suportar o forte calor, uma vez que com o desligamento do motor, o ar condicionado não funciona.

No total são 15 passageiros que seguiam para Belo Horizonte. Segundo Cibele Viana, professora, e Osmira Oliveira, o problema se tornou uma dor de cabeça a mais para elas, pois têm, ainda, de seguir para Mariana. Um familiar de Cibele já havia se deslocado para Confins e terá de ficar esperando.

Por meio de nota, a Azul confirmou o problema. “O voo 5077, que partiu de João Pessoa para Belo Horizonte, com escala em Recife, na manhã desta quarta-feira, 14/02, registrou atraso na decolagem devido a uma manutenção não programada na aeronave que fazia o trajeto. Após averiguação da equipe de manutenção, a aeronave foi liberada para seguir viagem, decolando às 7h38 (horário local)”, disse.

A empresa disse que deu assistência necessária, de acordo com a Resolução 400 da Agência Nacional de Aviação Civil, aos passageiros. “Os que perderam conexões devido ao imprevisto, serão reacomodados em outros voos da companhia. A Azul lamenta o transtorno e ressalta que medidas como essa são necessárias para conferir a segurança de suas operações”, finalizou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade