Publicidade

Estado de Minas

Grutas da Rota Lund recebem iluminação e novos investimentos

Projeto com lâmpadas LED na cor branca permite melhor visualização das rochas no interior das cavernas. Novos investimentos foram anunciados para os próximos meses: R$ 2,56 milhões


postado em 24/01/2018 14:02 / atualizado em 24/01/2018 15:08

As grutas da Lapinha, Maquiné e Rei do Mato, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, estão com nova iluminação. O projeto no valor de R$ 2,6 milhões, que contempla lâmpadas de LED na cor branca, foi inaugurado na última segunda-feira – em roteiro que incluiu as três cavernas da Rota Lund. Novos investimentos foram anunciados para obras de infraestrutura, que têm como objetivo melhorar a conservação das grutas e oferecer mais conforto aos visitantes.

“Temos mais propostas e projetos para serem realizados ainda em 2018 nas três grutas. As melhorias não param por aí, queremos sempre mais garantir a segurança e o bem estar dos turistas que visitam nossas unidades de conservação”, frisou diretor geral em exercício do IEF, Henri Dubois Collet. O texto foi encaminhado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

 A lista de melhorias prevista dentro do montante de R$ 2,56 milhões para os próximos meses prevê reforma de infraestrutura física, aquisição de novos equipamentos, entre outras ações. No Parque Estadual do Sumidouro, onde fica a Gruta da Lapinha, será feita a desapropriação do Castelinho, construção de propriedade particular que fica dentro da área do parque e abriga peças arqueológicas descobertas pelo pesquisador Peter Lund, no século IXX. O imóvel será adquirido ao custo de R$ 600 mil, pelo IEF, que passa a fazer a gestão do local. A aquisição está prevista para ocorrer nos próximos 90 dias.

No Sumidouro será feita ainda a compra de sistema de videomonitoramento, o plano de manejo espeleológico da caverna, entre outras melhorias que juntas somam cerca de R$ 550 mil. No Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato será feita a troca de guarda-corpos e corrimão na área interna da gruta e pequenas reformas que vão somar aproximadamente R$ 925 mil.

Já no Monumento Natural Estadual Peter Lund, onde está a Gruta de Maquiné, será realizada a reforma do Museu de Maquiné e melhorias na estrutura das trilhas. O investimento será de cerca de R$ 500 mil. Para os próximos 60 dias está prevista a abertura de processo licitatório para implantação de lanchonetes e loja de artesanato e produtos da economia local nas áreas de visitação das três grutas.

INAUGURAÇÃO


A entrega da nova iluminação foi feita pelos secretários de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Vieira; e de Turismo, Ricardo Rocha de Faria. Acompanhados do diretor geral em exercício do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Henri Collet, eles destacaram a importância da destinação dos recursos para as cavernas, importantes bens naturais de Minas e também para o roteiro turístico no estado.

Segundo ele, a destinação dos investimentos valoriza o lado turístico dos monumentos naturais Rei do Mato e Maquiné, e do Parque Estadual do Sumidouro, onde está localizada a Gruta da Lapinha. “Esperamos com isso fomentar as visitas nessas regiões, aproximar as pessoas das unidades de conservação e melhorar a gestão desses bens naturais”, afirmou o secretário.

Batizada de Rota Lund, o percurso, composto por cinco cidades da Grande BH e sete marcos principais, leva o nome do pesquisador dinamarquês Peter Lund (1801-1880) – o "pai da paleontologia brasileira". O circuito soma mais de 2,4 mil hectares de áreas naturais e possui 50 cavernas e 170 sítios arqueológicos. Somente no ano passado, as grutas da Lapinha, Maquiné e Rei do Mato receberam mais de 88 mil turistas

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade