Publicidade

Estado de Minas

Menino arremessado de brinquedo na Esplanada do Mineirão segue internado em coma

Guilherme Vinícius Vasconcelos, de 10 anos, respira com a ajuda de aparelhos. Garoto brincava na tarde de domingo em um parque itinerante e caiu de uma altura de cerca de 10 metros


postado em 23/01/2018 11:06 / atualizado em 23/01/2018 13:20

Brinquedo estava montado na esplanada do estádio e, com a ventania, foi arremessado e caiu no passeio em frente à bilheteria do Mineirão(foto: Paulo Filgueiras/ EM D.A Press)
Brinquedo estava montado na esplanada do estádio e, com a ventania, foi arremessado e caiu no passeio em frente à bilheteria do Mineirão (foto: Paulo Filgueiras/ EM D.A Press)

O menino de 10 anos que foi arremessado de um brinquedo na tarde do último domingo, na Esplanada do Mineirão, segue internado em coma induzido e respirando com a ajuda de aparelhos no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. 


Guilherme Vinícius Vasconcelos estava em um parque itinerante que foi montado na área externa do estádio para o período de férias. O acidente ocorreu, segundo informações dos responsáveis pelo parque, quando um forte vento foi registrado no local, arrastando um escorregador inflável que não estava preso ao chão.

No momento, Guilherme estava dentro do brinquedo e foi arremessado a uma altura de cerca de 10 metros, caindo ao lado de fora, no passeio do Mineirão. O garoto foi socorrido e, desde a tarde de domingo, está internado em estado grave no João XXIII.

 O pai de Guilherme, Junnio Sena, de 34 anos, conversou nesta manhã com a reportagem do Estado de Minas e disse que o quadro de saúde do filho não registrou mudanças. “A febre dele, que estava muito alta ontem, abaixou e a pressão no cérebro que estava alta também abaixou. Mas ele continua respirando por aparelhos, com os drenos no pulmão e na cabeça. Está em coma induzido,” explicou o mecânico que acompanhava o filho no domingo.

 

“Só quero a vida do meu filho, só quero meu filho bem. Nunca tive confiança nesses parques, e quem mexe com criança precisa saber que está mexendo com o coração da pessoa. Eles podiam ter um pouco mais de atenção, porque se o brinquedo estivesse preso no chão talvez nada disso tivesse acontecido”, lamentou o pai do menino. Guilherme ainda está sendo monitorado e a equipe médica ainda não descartou a possibilidade de intervenções cirúrgicas no garoto.

Junio Senna, pai do menino ferido: 'Só quero meu filho bem'(foto: Paulo Filgueiras/ EM D.A Press)
Junio Senna, pai do menino ferido: 'Só quero meu filho bem' (foto: Paulo Filgueiras/ EM D.A Press)


A mãe da criança, Adriana de Oliveira Vasconcelos, de 29, acompanha o filho desde a tarde de domingo no hospital. Segundo ela, os médicos informaram que o garoto sofreu uma lesão pulmonar que ocasionou um sangramento no órgão, além de inchaço e hemorragia no cérebro.

Mineirão e parque lamentaram o acidente 

O parque Funny Planet divulgou uma nota lamentando o acidente. “A operação montada na Esplanada do Mineirão conta com todas as autorizações necessárias, conforme legislação vigente e cláusulas do contrato de locação do espaço”, diz a nota da empresa. “Neste momento, os esforços da administração do parque estão direcionados à assistência à família da vítima, bem como a apuração dos fatos junto aos órgãos competentes”, finaliza.

O local conta com alvará de funcionamento de evento temporário, concedido pela Prefeitura de BH e o Auto de vistoria do Corpo de Bombeiro (AVCB). O Mineirão também lamentou o acidente, por meio de uma nota, e informou que o parque tem alvará e licenças de funcionamento. Ainda na nota, o estádio informou que prestará toda a solidariedade à família.

* Sob supervisão da subeditora Jociane Morais

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade